Por unanimidade, à Câmara Municipal aprovou na noite dessa segunda-feira, dia 3, o Projeto de Lei nº 24/2014 de autoria do vereador Luiz Djalma Marcelino, o Luiz do Bailão (PDT) reconhecendo a Associação Comunitária da Região das Areias da Cidade de Araranguá (ACRA) de Utilidade Pública.

O vereador comemorou a aprovação da proposta. “A Associação foi instituída porque seus integrantes, todos voluntários e dedicados ao bem comum, acreditam que concentrando forças conquistarão maior representatividade e, em consequência disso poderão concretizar num espaço menor de tempo vários projetos coletivos que visam o bem estar da população dessa região do município”, afirmou Luiz do Bailão.

A Associação Comunitária da Região das Areias da Cidade de Araranguá (ACRA) é uma entidade pública, sem finalidade lucrativa que realiza atividades filantrópicas, assistenciais, promocionais, recreativas e educacionais.  Fundada no dia 11 de março de 2015, à ACRA tem sede localizada junto à Rua Ibraim de Souza Pires, bairro Sanga da Toca Primeira, em Araranguá.

A direção da ACRA para biênio 2015/2017 tem: como integrantes: Donizete Martins da Rosa (presidente), José Gonçalves Elias (1º vice-presidente), Valdeci Manoel Pires (1º tesoureiro), Darlan Isaías de Souza Pereira (2º tesoureiro), Diego Rosa Pires (1º secretário), Matheus Ferreira Matheus (2º secretário) Djalma Rosa Pires (diretor social), Edgar Alexandre Pires (diretor cultural), Andrey Pereira Serafim (diretor de esportes).

Já Conselho Fiscal que tem como integrantes efetivos: Vanio L. da Silva Pereira, Amauri de Souza Bittencourt Filho, João Batista Pereira. Já os eleitos como suplentes do Conselho Fiscal são: Donizete da Silva Roque, José Luiz da Silveira Pires, Joacir Silveira Pereira.

As ações desenvolvidas pela ACRA tem, como principal objetivo proporcionar melhor qualidade de vida aos associados da entidade, cuja o território de atuação abrange quatro comunidades do município: Sanga da Toca Primeira, Lagoa do Caverá, Sanga da Areia e Sanga da Toca Segunda.