Preocupado com o bem estar de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, o município de Turvo, em convênio com o consórcio CIASS, inaugurou na manhã de terça-feira (30) a Casa de Acolhimento. Localizada no bairro São Cristovão, a instituição tem a missão de atender a comarca de Turvo, que compreende ainda os municípios de Jacinto Machado, Ermo e Timbé do Sul; além da comarca de Meleiro, que atende Morro Grande.

Antes da abertura oficial da casa, o serviço social de alta complexidade destas cidades era desenvolvido pela Casa Lar de Araranguá. Conforme a Coordenadora da instituição e conselheira tutelar, Sandra Blazius, a Casa de Acolhimento de Turvo diminui distâncias e facilita o trabalho dos agentes envolvidos com esta área.

“Para nós, que trabalhamos com o Conselho Tutelar, às vezes tínhamos certa dificuldade em acolher (as crianças) na Casa Lar de Araranguá. Agora este trabalho fica facilitado, pois esta Casa fica em um local estratégico entre os municípios que atende,” disse Sandra.

Desde a inauguração, até o fechamento desta edição, a Casa de Acolhimento de Turvo, que ainda não tem um nome, estava atendendo cinco crianças. Ainda de acordo com Sandra, o espaço comporta até 20 vagas. “A Casa é bem linda, espaçosa e acolhe a todos,” ressaltou.

Além de oferecer conforto e melhorar a questão de logística entre os municípios das comarcas, a abertura da Casa de Acolhimento atende a resolução nº 109 de 25 de novembro de 2009, que prevê que as casas atendam apenas a comarca judicial onde estão inseridas.

Felipe Balthazar

Fotos: Mariane Rodrigues - Jornal Volta Grande