Durou cerca de 11 horas a nova mobilização dos caminhoneiros entre os quilômetros 22 e 25 da BR-101, em Três Cachoeiras. Ao contrários das paralisações de fevereiro, a da manhã desta quinta-feira foi pacífica e, no final, por adesão. Um dos líderes do movimento disse que 'fica quem quer'. Cerca de 500 profissionais haviam tomado as margens da rodovia, mas começaram a dissipar no final da manhã. Às 12h, o tráfego estava normalizado no trecho.

“Cheguei a montar uma cozinha aqui na estrada porque achei que ia longe”, disse o caminhoneiro Anderson Bernardes, que preparava um arroz com feijão quando recebeu a liberação para seguir viagem.

A maioria dos motoristas manteve contato com os donos das empresas pelo celular e foram orientados a não furar o bloqueio até o acordo entre as lideranças. Veículos leves trafegaram normalmente.

Conforme o chefe da Delegacia de Polícia Rodoviária Federal (DPRF), Alexandre Bergamaschi, não houve incidentes. O local, nos protestos de fevereiro, foi um dos principais pontos de mobilização nacional.

“Eles foram orientados a ficar em casa, já que o suporte, dessa vez, não seria grande”, ressalta Bergamaschi.

Confira quais são os pontos bloqueados:

BR-101: Três Cachoeiras, no km 22

BR-386: Soledade, no km 243

BR-470: Veranópolis, no km 181

BR-285: Ijuí, no km 463

BR-472: Santa Rosa, km 155

BR-386: Frederico Westphalen, km 36

RSC-287: Venâncio Aires, km 67

Foto: Tiago Bitencourt / Agência RBS