Traçar não apenas um Raio X da indústria têxtil na região, mas também apontar soluções para os problemas derivados deste setor foi o objetivo da escritora Aline Hilsendeger Pereira de Oliveira. Nesta quinta-feira (23), ela lança pela editora Appris, no auditório do Instituto Federal – IFSC campus Araranguá, o livro intitulado Responsabilidade Socioambiental e APL Inovativo na Indústria de Confecção de Santa Catarina.

Professora do curso de Moda do IFSC, Aline retirou do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), o estudo necessário para apontar a situação do setor têxtil em palavras e consolidá-las nas páginas do livro. Em entrevista à Revista W3, a escritora revelou que o grande motivo de ter publicado a obra foi a preocupação com a região, que repete erros do passado, ao enveredar-se apenas para um ramo econômico.

“Antigamente nossa região era forte no setor calçadista mas veio a crise da exportação e o que aconteceu? Praticamente zerou todas as indústrias. E como nossa região está muito forte na confecção, é uma preocupação que eu tinha com o fato da economia de uma cidade girar em torno de um só setor,” exasperou a autora.

Dados de 2010, trazidos pelo livro, apontam a existência de pelo menos 210 estabelecimentos do ramo de confecções na Cidade das Avenidas, no entanto, nenhum deles de grande porte. “Além disso, conversei com algumas pessoas, no qual relataram que para cada empresa formal, existem cinco informais”, comentou Aline.

A informalidade é o grande problema enfrentado pelo setor aponta o livro da docente.  Aline relata ainda deficiências como a falta de visão mercadológica dos empresários e a falta de investimentos em comunicação e marketing, essenciais no ramo da moda “Por isso o Poder Público precisa investir nesse setor e conceder incentivos que são essenciais para o crescimento e consolidação da economia têxtil”, ressaltou.

Outro problema crônico que a informalidade traz ao setor, e consequentemente a região, é a produção da pobreza. “O setor precisa melhorar na questão social, como em questões de segurança no trabalho e mesmo carteira de trabalho. Pois quando se deixa um grupo inteiro ficar à margem da sociedade, você produz pobreza”, denuncia Aline.

Se você ficou curioso com as informações que o livro traz e quer ir mais aprofundar seu conhecimento em relação aos problemas e possíveis soluções registrados pela professora do IFSC, não deixe de conferir o lançamento de mais um importante livro para a coleção literária da região.

Felipe Balthazar

Fotos: Gabriela Silva