das safras de arroz e maracujá. Dados oficiais foram repassados pelos técnicos da Cooperja, Epagri, Assistência Social, Comércio e Indústria de Jacinto Machado

Na última sexta-feira, 06 de fevereiro, a Coordenadoria Municipal da defesa Civil de Jacinto Machado, através do responsável Amilton Ghellere, acompanhado dos representantes da Defesa Civil Estadual, diretor Sargento James, Regional, Rosinei da Silveira e da Amesc, Sebastião de Souza, estiveram concluindo o levantemnto geral dos estragos causados pelo fenômeno climático denominado de micro-explosão que ocorreu na terça-feira, 03 de fevereiro, por volta de 18h e atingiu as comunidades dos Pinheirinhos, sendo uma delas isolada devido a enxurrada, Água Branca,Último Rio e os bairros Arizona, Figueira e Centro de Jacinto Machado.

Levantamento técnico

Em decorrência deste fenômeno, 380 famílias foram atingidas, sendo que 12 delas ficaram desalojadas, 60 casas parcialmente destruídas, uma casa totalmente destruída e uma pessoa teve que receber tratamento psicológico. De acordo com Amilton Ghellere, uma indústria de móveis teve prejuízo superior a R$ 200 mil, a cooperativa de eletricidade, Cejama, teve que repor 12 postes e rede de iluminação, com custo de R$ 40 mil. O município também teve prejuízos com 100 km de estradas que tiveram material (seixo rolado) levado pela encurrada, 07 pontes foram danificadas e 14 pontes tiveram as cabeceiras destruidas pelas fortes chuvas. “Graças a Deus não tivemos vítimas e temos que reconhecer o pronto trabalho feito pelo governo municipal, através do empenho do prefeito Antonio de Fáveri e da Secretária de Assistência Social, Zete, que foram até os atingidos auxiliá-los”, frisa o popular Bilú. Ainda segundo o coordenador municipal da defesa civil, técnicos da Cooperja e Epagri concluiram levantamento das perdas na agricultura que ultrapassam os R$ 6 milhões, com perdas nas culturas de arroz e maracujá, na ordem de 30% de quebra.

Resposta do Estado

A Defesa Civil Estadual, sinalizou com ajuda as famílias atingidas e deverá lierar 500 telhas, alimentos e kit de limpeza. O município também deverá ser contemplado com 04 casas modulares. O material encontra-se no depósito em Chapecó. O diretor da Defesa Civil Estadual, Sargento James levou o relatório dos prejuízos em mãos e segundo ele providências serão tomadas para que seja reconhecido o decreto de Situação de Emergência em Jacinto Machado devido a série de prejuízos causados pelo fenômeno da última terça-feira, 03 de fevereiro.

Reportagem: Jorge Pimentel- Especial W3

Fotos: Divulgação