Uma cidade suja. Assim o município de Balneário Gaivota tem sido conhecido não só por seus moradores, mas também por turistas que nesta época do ano visitam a cidade. Um levantamento feito pela reportagem da Revista W3 na última segunda-feira constatou o acúmulo de lixo em bairros distintos da cidade. “Gaivota é uma cidade turística que recebe centenas de turistas. Deixar que o lixo se acumule nas ruas da cidade é uma falta total de gerenciamento”, disse Gilson Martins, 42 anos, morador da 4ª Avenida no Loteamento Jardim Ultramar.

De acordo com o morador, o recolhimento do lixo é precário e não atende a demanda do município nesta época do ano. “A cidade tem sua população praticamente triplicada nesta época do ano mas o serviço de coleta de lixo não acompanha o mesmo crescimento. O resultado é isso que vocês estão presenciando, lixo jogado no chão e muita sujeira espalhada,” desabafa.

Moradores criticam falta de planejamento

Para dona Maria Aparecida Martins, 53 anos, moradora do centro da cidade, a precariedade do serviço é por conta da falta de planejamento. “A prefeitura deveria se planejar melhor o ano todo para não passar por este problema durante a temporada. Em alguns casos o lixo fica acumulado na lixeira por vários dias, causando mau cheiro e atraindo insetos,” protestou.

As queixas segundo os moradores são feitas, no entanto o problema persiste e apesar das promessas de melhoria no sistema de recolhimento de lixo, as lixeiras permanecem transbordando.  

Reportagem: Saulo Pithan

Fotos: Rafael Ribeiro