A Polícia Civil de Araranguá divulgou o balanço de operações na cidade em 2014. Segundo o delegado Ari José Soto Riva, a região conta com 18 delegacias e 86 policiais. Confira abaixo, na íntegra, a nota divulgada pelo delegado.

'A Polícia Civil do Vale do Araranguá, no exercício de suas funções investigativas, no ano de 2014, produziu 4.819 (quatro mil e oitocentos e dezenove) procedimentos, entre Inquéritos policiais, autos de prisão em flagrante, termos circunstanciados e procedimentos ligados a adolescentes.

A região conta com 18 (dezoito) Delegacias de Polícia, distribuídas entre os 15 (quinze) municípios, e efetivo de 86 (oitenta e seis) policiais. São vários os casos que passam pelas Delegacias, desde as simples discussões entre vizinhos, até os casos de homicídios, roubos, tráfico de drogas e outros vários delitos.

Segundo o Delegado Ari José Soto Riva, que comanda a região, embora o escasso efetivo, a produção foi bastante satisfatória graças ao esforço incondicional dos nossos valorosos policiais que, embora acionados nos horários de folga, prontamente se dispõem em atender a população. Somente em autos de prisão em flagrante foram produzidos, ao longo do ano, 654 (seiscentos e cinquenta e quatro), além do cumprimento de mandados de prisão, que culminaram com a prisão de aproximadamente 1.000 (mil) pessoas.

Os inquéritos policiais, por outro lado, instaurados para os casos de delitos de maior gravidade e de violência doméstica, sem a ocorrência de prisão em flagrante, demandam prazo maior para serem concluídos, em razão das várias diligências que são feitas, como, por exemplo, depoimentos, periciais e cumprimento de medidas judiciais, requeridas pelos Delegados de Polícia, como quebras de sigilo telefônico, bancário e buscas e apreensão somaram a quantia de 2.222(dois mil duzentos e vinte e dois). Os termos circunstanciados, que são realizados para aqueles delitos de menor gravidade, chegaram ao número de 1.411 (um mil quatrocentos e onze).

Além disso, outros vários procedimentos, realizados contra adolescentes, somaram um número maior que 500 (quinhentos). Segundo o Delegado, a participação da população nas questões de segurança, se integrando com os órgãos, mostra-se cada vez mais necessária para se manter os índices de delitos satisfatórios. Atitudes simples, como avisar vizinho quando sai de casa, pode evitar a ocorrência do furto, que é um dos crimes de maior incidência na nossa região.'

Reportagem: Saulo Pithan

Colaboração: Polícia Civil

Foto: Arquivo