Em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, 1º de dezembro, a prefeitura de Araranguá, por meio da Secretaria de Saúde e do Programa DST, HIV/Aids e Hepatites Virais promove até 4 de dezembro mais uma edição da campanha que disponibiliza testes gratuitos de avaliação.

Tanto na segunda-feira, dia 1º, quanto na quinta-feira, dia 04 de dezembro são oferecidos testes de HIV, Hepatites e Sífilis entre as pessoas sexualmente ativas. O objetivo é reduzir o número de diagnósticos tardios e suas consequências.

A intenção, segundo a secretaria municipal de Saúde, Maria Aparecida Costa, é facilitar o acesso da população aos testes e à informação sobre transmissão, prevenção e tratamento das doenças. Os exames são gratuitos. No primeiro dia da campanha os testes foram realizados em dois locais: no Serviço de Atendimento Especializado - SAE (fundos da Unidade Central de Saúde Bom Pastor) das 8h as 12h e na UPA, entre às 18h e 21h.

Unidade de Saúde da Coloninha

A campanha prossegue nessa quinta-feira, dia 04, quando os testes serão realizados na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Coloninha, entre às 18h e 21h.
Com o objetivo de despertar atenção sobre a campanha, faixas sobre os exames estão expostas em pontos de intensa movimentação popular como em frente a UPA 24h, no canteiro do Relógio do Sol, no bairro Cidade Alta e na rotatória de trânsito, na esquina das avenidas 7 de Setembro e Getúlio Vargas.

Dia Mundial
O Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembléia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). A data (1º de dezembro) serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids.

A escolha seguiu critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministro da Saúde. A campanha nacional enfatiza e incentiva, por meio do contexto da nova política de Aids, o diagnóstico precoce do HIV como uma estratégia que ajuda as pessoas a viver com mais qualidade, além de indicar o tratamento gratuito como um direito garantido pelo SUS.

--

João Carlos Silva JPSC 02012
Subsecretario de Comunicação de Araranguá
[email protected] (48) 9672-7871