A prevalência da Aids em Araranguá se mantém estável, mas o aumento dos casos em grupos específicos, como o de homossexuais e jovens que tem entre  15 a 25 anos, é motivo de preocupação, como revela Tiane Canto,  Coordenadora do Serviço de Atendimento Especializado-SAE, da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo a especialista, todo mês novos casos são descobertos entre homossexuais homens. A doença também tem feito novas vítimas no público jovem. 'Os jovens hoje não viram a epidemia que aconteceu há vinte e cinco anos e se esqueceram da importância de usar o preservativo. Precisamos trabalhar com eles, especialmente com os homossexuais, e fazer com que a sociedade permita que eles exerçam sua sexualidade de forma segura', diz 

Um dos fatores que tem preocupado a especialista diz respeito a rotatividade de parceiros nas relações homossexuais. “Os jovens que descobrem a doença nos relatam que a troca de parceiros é frequente. Alguns ao frequentar boates ou casas noturnas, aquecidos com bebidas e drogas,   chegam a ter relações com três ou mais parceiros em uma mesma noite. Isso triplica as chances de transmissão e contaminação da doença,” informa.

Segundo dados fornecidos pelo serviço, todo mês, pelo menos um jovem gay descobre que é soropositivo ao fazer o teste. “O número já é considerado expressivo e merece atenção. Precisamos incentivar os jovens a buscar a prevenção através do preservativo, tendo em vista que relaxaram em relação a isso,”explica.

Teste rápido

Uma das novidades do SAE é o teste rápido. Em apenas quinze minutos o paciente descobre o diagnostico sobre sífilis, HIV, Hepatites B e C. “É tudo feito de forma segura e rápida. A eficiência do exame é atestada pelos órgãos internacionais de saúde e portanto confiável. É preciso no entanto que o paciente esteja preparado para saber o resultado, pois são 15 minutos que podem mudar uma vida. Recomendamos que este teste seja feito, pos o diagnóstico precoce favorece não apenas o paciente que recebe o tratamento cedo, como também evita novas contaminações,” esclarece.

O teste rápido é realizado todas as quartas e quintas-feiras, no SAE, anexo ao Bom Pastor. O horário de funcionamento é das 08h as 12h30min. Em média 120 testes são realizados no mês.

Box:

Público de risco

 Estima-se que, atualmente, cerca de 720.000 brasileiros vivam com infecção pelo vírus da aids, número que representa quase metade dos casos da América Latina e 2% do total registrado no mundo. Em 2013, aproximadamente 15.000 pessoas morreram no Brasil por complicações da doença, 7% a mais do que em 2005.
De acordo com o relatório da ONU, a maior prevalência de novas infecções pelo HIV na América Latina aconteceu entre os homossexuais. No Brasil, 11% dos homens gays vivem com o vírus da aids.

Reportagem: Saulo Pithan

Fotos: Fernanda Rocha