Justiça com as próprias mãos. Esta a hipótese mais forte na linha de investigação da Polícia Civil que já trabalha para desvendar  um incêndio ocorrido na última quarta-feira, em um imóvel localizado na Serra da Rocinha em Timbé do Sul. A casa pertence ao medido suspeito de ter mandado matar um agricultor da cidade no início de agosto deste ano.

A casa foi totalmente consumida pelo fogo na tarde da última quarta-feira na zona rural de Timbé do Sul. Conforme informações, a residência pertence ao médico, suspeito de ser o mandante do homicídio que aconteceu no último dia 5 de agosto no interior do município, onde  Eliseu de Aguiar, de 45 anos foi morto com vários tiros.

A casa fica em um sítio, pertencente ao médico e a Polícia Civil de Turvo acredita que o incêndio foi criminoso. O imóvel está localizado próximo ao local onde a vítima foi executada na época.

Instantes antes do incêndio o caseiro estava na casa e segundo ele, não havia nada ligado que pudesse ter sido causador do sinistro. Uma perícia será realizada nesta sexta-feira para apontar as causas do incêndio que destruiu quase 100% da residência.

Reportagem: Saulo Pithan

Fotos: Divulgação