Revolta e indignação. Moradores de Balneário Gaivota conhecem bem o sentido destas duas palavras. Inconformados com a situação da saúde no município, eles reclamam da falta de ambulância e cobram uma solução para o impasse.

Ainda de acordo com os moradores, a ambulância já estaria há mais de 40 dias parada no pátio de uma oficina mecânica em Sombrio, sem prazo para voltar a funcionar e atender os moradores enfermos do município.

Segundo Luis Felipe Britto Oliveira, de 20 anos, morador de Balneário Gaivota, a falta da ambulância tem causado grande transtorno para a cidade.. “Vejo que é inadmissível para um município desse tamanho depender do SAMU e do Corpo de Bombeiros e 40 dias já é tempo suficientes para que um veículo seja consertado”, comentou.

De acordo com a secretária de Saúde do município de Balneário Gaivota, Eluana Generoso Rosso Tavares, a ambulância se envolveu em um acidente e sofreu sérios danos, tendo necessidade de trocar várias peças e fazer uma manutenção minuciosa para que pudesse novamente voltar a transportar pacientes de forma segura. Entretanto a secretária também ressaltos que durante o período que a município ficou sem sua ambulância própria, teve  o apoio do Corpo de Bombeiro de Sombrio e SAMU, para atender os casos de emergência.

Ainda de acordo com Eluana o município receberá esta semana uma nova ambulância que foi adquirida com recursos do Governo do Estado.

Reportagem: Saulo Pithan

Colaboração: Jornal Amorim

Fotos: Jornal Amorim