A denúncia do ex-gerente de infraestrutura Rangel Gerhard Albano sobre a falsificação de assinaturas em convênios de obras públicas autorizadas e patrocinadas com recursos provenientes do Governo do Estado caiu como uma bomba na Cidade das Avenidas. Segundo declarações de Rangel ao Jornalista Saulo Machado, da Rádio Araranguá, há mais de um ano ele teria sido demitido do cargo, no entanto para sua surpresa, a liberação de recursos de vários convênios foi autorizada com sua assinatura, que segundo ele foi falsificada.

Frederico Pereira, que sucedeu Rangel no cargo deveria ser o responsável pelas assinaturas, no entanto não foi isso que aconteceu, garante o ex-gerente. Rangel explica que todas as obras precisam ter medição de obra feita para a liberação dos recursos e existe apenas um gerente responsável por realizar este trabalho nos quinze municípios. Ele acredita que a falsificação tenha sido uma forma ilegal e irregular de acelerar os processos.

Não sabia de nada

O Secretário de Desenvolvimento Regional Heriberto Schimidt afirmou que desconhecia o fato. Ele prometeu abrir sindicância para apurar e responsabilizar os envolvidos. Heriberto não descartou a demissão de Thais Cristina Salau, responsável pela liberação dos convênios.

Reportagem: Saulo Pithan

Fotos: Divulgação