Um trio de adolescentes de 14, 15 e 16 anos, todos moradores da Favela do UCCA no bairro Divinéia em Araranguá estão ampliando suas passagens policiais. Eles são responsáveis por um furto de veículo, o qual foi recuperado pela PRF com os adolescentes no mês passado e dois, de 14 e 15 anos se apresentaram na Central de Polícia no início deste mês, confessando a autoria de tentativa de homicídio registrada na favela contra um usuário de crack e morador de rua.

Como a impunidade os deixam livres, eles foram apreendidos mais uma vez na noite de segunda-feira após terem cometidos três crimes: roubo, tentativa de roubo e posse ilegal de arma de fogo.

Conforme explicou o Sargento Ronaldo do 19º BPM de Araranguá, tudo começou por volta das 19h45min de segunda-feira, quando a Polícia Militar de Araranguá foi informada sobre um roubo ocorrido no município de Içara, onde dois menores armados renderam mãe e filha e fugiram levando o veículo da família, um Vectra. Já por volta das 21h55min o COPOM recebeu uma ligação sobre tentativa de assalto ocorrido na ponte da Barranca. 'Um homem entrou em contato com o 190 afirmando ter sido vítima de uma tentativa de assalto, quando reduziu a velocidade de seu automóvel, um Renault Kangoo na saída da ponte do Bairro Barranca. Segundo a vítima, três jovens, um deles armado com um revólver cromado, se atravessaram na frente e mandaram ele parar o  by FLV Player Addon' href='http://www.contraocrime.com.br/'>carro, porém, o homem conseguiu fugir e acionar a PM', contou o Sargento.

Diante dos fatos, várias guarnições da PM começaram uma busca no intento de pegar os três suspeitos sendo que, por volta das 22h24min os militares do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) localizaram três adolescentes já conhecidos das polícias de  by FLV Player Addon' href='http://www.contraocrime.com.br/'>bicicleta, nas proximidades do Hospital Bom Pastor. Durante as buscas, os policiais encontraram com o mais jovem, de 14 anos, um revólver calibre 32 cromado e os três foram conduzidos para a Central de Polícia.

Com o passar das horas, um contato foi feito com Içara e as vítimas do roubo se deslocaram para Araranguá, onde reconheceram os adolescentes de 15 e 16 anos como sendo os autores do assalto. 'Recebemos a informação da apreensão dos garotos por volta das 00hs e na delegacia reconhecemos o de jaqueta  by FLV Player Addon' href='http://www.contraocrime.com.br/'>azul UsersuserAppDataLocalTempmsohtmlclip11cl e o de vermelho como sendo os dois que adentraram em nossa casa', contou a matriarca da família que foi vítima de roubo com sua filha.

A mulher que preferiu não ser identificada contou com exclusividade para nossa reportagem como tudo aconteceu. 'Eu e minha filha estávamos em casa, cada uma em seu quarto, quando fomos surpreendidas por dois garotos armados com revólveres. Eles queriam  by FLV Player Addon' href='http://www.contraocrime.com.br/'>dinheiro UsersuserAppDataLocalTempmsohtmlclip11cl e avisei que meu marido  não estava em casa e por isso não tínhamos nenhuma quantia. Os dois criminosos nos levaram para o banheiro e ordenaram que ficássemos lá até irem embora. A ação da dupla durou aproximadamente 10 minutos e fugiram levando nosso GM Vectra, dois aparelhos celulares e um  by FLV Player Addon' href='http://www.contraocrime.com.br/'>Notebook UsersuserAppDataLocalTempmsohtmlclip11cl', revelou a vítima ainda muito nervosa, pois nunca havia sido assaltada antes.

Segundo o esposo da vítima que também esteve na delegacia, ao chegar em casa, viu o Vectra saindo e chegou a assoviar, pois pensava que seu filho estaria saindo com o carro. As vítimas informaram que um terceiro elemento foi visto rondando o local em um veículo Corsa e provavelmente tenha levado a dupla para praticar o crime, ou melhor, o delito, já que são adolescentes infratores.

Na delegacia o trio já conhecido da nossa reportagem conversava e ria, como das outras vezes em que foram flagrados cometendo atos infracionais. Os adolescentes foram autuados em atos infracionais análogos aos crimes de roubo, tentativa de roubo e porte ilegal de arma de fogo. Conforme o delegado plantonista, Ari José Sotto Riva, eles ficam detidos na Central de Polícia devido aos delitos, sendo que na terça-feira o trio seria apresentado ao Juizado Especial e o Ministério Público.

Na tarde de ontem, os três foram levados ao Fórum de Içara, cidade onde o crime de roubo aconteceu. Ao que tudo indica, os infratores ficaram detidos naquela delegacia aguardando vaga em um Centro Sócioeducativo do Estado para internação.

Reportagem: Revista W3

Fotos: Diogo Maciel