PM  e Conselho Tutelar de Araranguá participaram da operação onde um ônibus foi solicitado para levar os adolescentes que estavam sem documentos de identidade até a delegacia

Som alto, bebedeira e drogas. Uma combinação fatal cada vez mais utilizada por jovens e adolescentes. Uma operação realizada na madrugada deste domingo em Araranguá, flagrou cenas absurdas que servem como alerta para os pais da região.

Uma festa aparentemente “inocente” escondia riscos eminentes como o consumo drogas e muito álcool. O público, na grande maioria de adolescentes em visível estado de embriagues. O fato foi registrado em uma casa que teria sido alugada no bairro Jardim das Avenidas, especialmente para a realização da festa, informou a PM. Cerca de 150 pessoas, a esmagadora maioria menores de idade, foram detidos embriagados.

A Polícia Militar recebeu  a denúncia que chegou ao Conselho Tutelar. A informação é de que o consumo de drogas e álcool era imensa no local. A operação conjunta foi desencadeada por volta das 00h40min e foram empenhadas sete viaturas e aproximadamente 20 policiais militares que foram comandados pelo Tenente Ulisses.

A rua foi fechada para facilitar a ação policial. Devido ao grande número de adolescentes, um ônibus foi solicitado para aqueles que estavam sem documentos para a Central de Polícia.

Nossa reportagem acompanhou parte dos trabalhos realizados pela PM e Conselho Tutelar e conforme relatos colhidos de pessoas que estavam na casa, quando a polícia chegou, maconha, cocaína e ecstasy foram dispensados no banheiro. 'Se tivesse como arrebentar os canos da casa, poderiam ver o quanto a droga estava rolando solta', comentaram algumas pessoas que preferiram não ser identificadas.

Dois jovens estavam saindo da festa em um veículo e com um deles, militares encontraram um cigarro de maconha e no chão o automóvel, um plástico contendo cinco comprimidos de ecstasy, droga sintética usada nas baladas. Um Termo Circunstanciado foi confeccionado em desfavor dos 'festeiros'. Conforme o Tenente Ulisses, ainda foram apreendidos 0,6 gramas de maconha, papel para o preparo do 'baseado' (cigarro feito de maconha), duas buchas de cocaína e 51 garrafas de bebidas alcoólicas. 'Não conseguimos encontrar o referido aniversariante, mas ele já está identificado. Um jovem foi levado para a delegacia como sendo um dos organizadores da festa, assim como outro adolescente que jogou uma garrafa contra nossa guarnição, no momento dos trabalhos', comentou o Tenente.

Todas as pessoas que saíam da festa, tinham que apresentar documento para comprovar a idade, caso contrário, seria levado para a delegacia para ser entregue aos responsáveis. Enquanto um corredor era feito até o ônibus, os militares foram surpreendidos por uma garrafa que foi arremessada do pátio da residência, contra os PMs, sendo o jovem identificado. O mesmo já é conhecido da polícia por delitos.

Quem apresentou documento foi embora e os demais ligaram para os pais para irem buscá-los em frente ao ônibus e outros foram conduzidos para a delegacia. Uma jovem de 16 anos que estava completamente alterada deu muito trabalho para os militares. Aparentemente alcoolizada e drogada a garota se negou a entrar no ônibus, depois, pulou a janela e ainda agrediu um militar com unhadas que causou ferimentos nos braços e no rosto do soldado. Com ela, uma policial feminina encontrou duas buchas de cocaína.

O local foi esvaziado por volta das 03h45min de domingo. 'Para entrar na festa era só levar bebida. Nossos pais nos deixam sair, achando que é uma festa normal de aniversário, mas nem sonha o que rola lá dentro. Bebida liberada e drogas para quem curte, além de ter todo o tipo de gente', comentou um dos convidados, afirmando que na festa havia pessoas que já foram presas por tráfico de drogas, entre outros crimes. 'Se a minha mãe visse o antro aonde eu estava, tenho certeza que não me deixava mais sair de casa', rindo finalizou o jovem maior de idade que pediu para não ser citado seu nome.

Fotos: Divulgação