A luta pela vida da pequena Ana Clara, de apenas cinco meses, continua. Após a última reportagem a equipe de jornalismo do Grupo W3 manteve contato com os familiares da menina e nesta semana, as notícias voltaram a preocupar.

Desta vez, a tia da bebê, Laura Soterio, foi quem nos procurou para relatar a situação vivenciada pela família. Segundo ela, além do estado delicado de saúde de Ana Clara – que está com infecção grave, os pais também precisam de ajuda para se manter em Porto Alegre. “Eu queria pedir pra vocês, se não tem como fazer uma campanha para ajudar meu irmão. Porque ele está em Porto Alegre há quase um mês, sem trabalhar. As contas não esperam, ele paga aluguel da casa deles aqui em Araranguá e tem muitas despesas para se manter lá, está ficando cada vez mais difícil. Ele me falou que come uma vez por dia e dorme dentro do carro”, relata.

Ainda segundo ela, a família já ajudou como podia, mas também não tem mais recursos. Após receber esta mensagem, a reportagem entrou em contato com o pai da menina, Gregório Soterio e ele confirmou a necessidade. “Os recursos de saúde aqui são ótimos. Minha filha está recebendo o tratamento que precisa e minha esposa está no hospital com ela, mas o caso da Ana ainda é muito delicado, pois a imunidade dela está muito baixa. Eu preciso estar aqui, próximo a elas, mas infelizmente está ficando complicado para me manter aqui”, diz.

O pai pede a colaboração das pessoas, para doar o valor que for possível. “Imaginem o meu desespero. Muitos podem se questionar porque eu não volto para Araranguá pra trabalhar, mas só um pai sabe que numa situação dessas, não tem como ficar longe da sua filha. Preciso estar perto dela e da minha esposa”, destaca.

Quem puder colaborar pode entrar em contato com Gregório pelo telefone 48 9 9973 2401. Doações podem ser depositadas na conta de sua esposa: Juliana de Aguiar (Conta corrente: 5.411.240-0; Agência 0540-1; Banco do Brasil). “Qualquer ajuda é bem-vinda, pois como o caso dela é delicado, ainda não temos previsão para voltar para casa”, finaliza.