Completamente remodelada, a nova edição da Revista W3 marca não apenas um recomeço em sua linha editorial, mas especialmente uma nova fase da empresa. Depois de cinco anos no mercado, o Grupo W3 se reinventa e renasce, com uma nova proposta aos seus leitores.

Além das mudanças na linha editorial, a gestão da empresa também mudou. A partir de agora, quem está a frente do Grupo W3 são os empresários Marcos Patrício, Raquel Bittencourt e Fabrício Manfredini, que foram oficialmente apresentados à sociedade na última sexta-feira, 21, durante o evento de lançamento da nova edição da revista.

O principal propósito do Grupo, daqui em diante, será a aproximação com a comunidade. “Nos últimos anos, muitos foram os fatos noticiados em nossas páginas – e links, no caso da internet. Contamos histórias, relatamos acontecimentos, mostramos os bastidores, desenvolvemos campanhas e participamos de eventos. Já passamos por muitas fases e agora chegamos naquela em que o que mais desejamos é nos aproximar das pessoas”, destacam.

No evento, estiveram presentes autoridades de toda a região, bem como imprensa e pessoas da comunidade. “Este é o momento de celebrarmos esta nova fase e nos prepararmos para iniciar uma nova”, afirmam.

Virada de página

Em sua capa, a Revista W3 traz um mosaico dos rostos dos novos gestores com os líderes da equipe, mostrando que a união é a principal característica do trabalho desenvolvido pelo Grupo W3. “Nós montamos esta imagem com os olhos dos gestores, o faro da criatividade e a comunicação do jornalismo e comercial. Ainda estamos ajustando e remodelando muitas coisas, mas a partir de 2019, estaremos ainda mais estruturados para desenvolver um trabalho de relevância à região”, destacam os empresários.

Expectativas

Assim como a equipe, as pessoas de fora também torcem pelo sucesso do Grupo W3. Prova disso são os depoimentos de apoio manifestados pelas pessoas que participaram do evento na última sexta-feira. Confira:

Segundo o prefeito de Balneário Arroio do Silva, Mineiro, o Grupo W3 passa a ter ainda mais credibilidade. "A W3 é de grande visibilidade na nossa região, e eu como gestor tenho que investir em algo que faça a diferença. Eu creio que toda a equipe faz aquilo que gostam e faz com amor. Eu desejo uma boa sorte e muito sucesso nesta nova caminhada".

O diretor do campus da UFSC Araranguá, Eugênio Simão, ressalta a ética jornalistica da equipe. "A W3 sempre foi um jornal parceiro da universidade, e como a UFSC é uma universidade laica, plural, de várias ideias e várias vertentes, a gente espera um jornal plural e independente. E nós temos sentido isso na revista, de ser um pilar da democracia como é todo o jornalismo. Sobre a nova gestão, eu acredito que os atores principais ainda estão como integrantes desta equipe, e desejo uma boa sorte ao Grupo nesta nova fase".

Segundo o presidente da Cooperja, Vanir Zanatta, o Grupo W3 é sinônimo de confiança. "É um trabalho que a gente respeita e admira. Sempre que podemos estamos ajudando e colaborando para levar a informações da melhor maneira, por isso nós buscamos um veículo que nos ajude a levar as informações corretas aos nossos associados, e por isso escolhemos a W3".

De acordo com o prefeito de Turvo, Tiago Zilli, a nova fase e a mudança é positiva. "É um momento propício para mudanças e isso renova a esperança das pessoas. Acho muito interessante as novas abordagens e principalmente a nova relação com o empresariado, de mostrar os potenciais que a nossa região tem. Gostaria de dar parabéns pela iniciativa, e acredito que as pessoas precisam se renovar. É uma quebra de paradigma e a regiâo só tem a ganhar esta nova cara".