Entrou em vigor neste mês de julho a lei 13.589/2018 que obriga a manutenção em aparelhos de ar condicionado de prédios e edifícios públicos e privados. A medida, visa minimizar os riscos potenciais oferecidos a saúde dos ocupantes, já que a falta de manutenção pode impedir a circulação de ar correta nos ambientes. Em caso de descumprimento de lei, a multa pode chegar até R$ 1,5 milhão.

Segundo o sócio proprietário da Nino Refrigeração, Elton César dos Santos, a manutenção em aparelhos instalados em residências comuns também é necessária, mesmo que não seja obrigatória. “Embora não tenha obrigação por lei, a higienização é vantajosa. A qualidade do ambiente melhora, o ar se torna mais puro, evitando a proliferação de bactérias e fungos. Outra vantagem é a diminuição do consumo de energia, quanto mais sujo o aparelho, mais energia utilizará por estar obstruído pela sujeira”, salienta.

Manter o aparelho limpo pode fazer toda a diferença, já que um aparelho devidamente higienizado controla melhor os padrões de temperatura, umidade, velocidade e taxa de renovação e manter o ar condicionado em boas condições não é difícil, é o que conta Elton. “É recomendado a limpeza de filtro mensalmente e isto pode ser feito pelo próprio cliente. Também é indicado chamar um técnico especializado uma vez ao ano, para que ele possa fazer a higienização completa do aparelho”.

Nino Refrigeração

A empresa está presente no mercado de climatização desde 2009. Buscando trazer soluções personalizadas à necessidade do cliente, eles oferecem venda, manutenção e instalação de produtos da linha branca, tais como lavadoras de roupa, refrigeradores, micro-ondas, freezer, ar condicionado, filtros de água, entre outros.

Atendendo Araranguá e região, o orçamento é realizado de forma gratuita. Para mais informações basta ligar para o fone: (48) 99639-6600 ou (48) 3524-4066