Com o objetivo de acompanhar as famílias beneficiárias do Bolsa Família a Secretaria da Assistência Social e Habitação do município está promovendo reuniões mensais na Unidade Central e nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos bairros. Os assuntos têm foco socioeducativo do interesse da população, com o intuito de instruir as famílias no que diz respeito à saúde, educação e assistência social.

A aproximação da população com o governo é uma das principais metas da atual gestão. “Nós estamos reunindo 50 beneficiários por vez, para conseguir dar uma atenção especial a cada um, conversando e tirando as dúvidas”, relatou a gerente de Proteção Social Básica, Renata Garbelotto Medeiros.

Atualmente mais de três mil famílias recebem o benefício do Bolsa Família, que é um programa de transferência direta de renda, criado pelo Governo Federal destinado às famílias em situação de vulnerabilidade ou risco social.

Segundo o secretário municipal de Assistência Social e Habitação, Paulo César Bitencourt, o município quer, além de repassar o benefício, gerar oportunidades para que os cidadãos saiam da condição de pobreza. “Esse projeto vai longe, nós queremos ouvir essas pessoas e dar suporte a elas, pelo acesso à informação”, relatou o secretário.

Fonte: Prefeitura de Criciúma