O deputado estadual Altair Silva (Progressistas) participou na última sexta-feira (12) da solenidade de posse da diretoria da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS). Na cerimônia, realizada no Centro de Eventos de Concórdia, Losivanio Luiz de Lorenzi e os demais membros diretores foram empossados para a gestão 2018-2022. A atual diretoria cumpre o segundo mandato consecutivo à frente da entidade.

A chapa, reeleita em outubro de 2017, pretende dar continuidade aos trabalhos que vêm realizando, fortalecer metas ligadas à sanidade animal, à rentabilidade no campo, à sucessão familiar e também levantar bandeiras da luta dos suinocultores. O parlamentar que participou do ato de posse reiterou a importância da ACCS para a economia e o agronegócio catarinense. “Santa Catarina é hoje o maior produtor de carne suína do país, representando mais que 40% do total exportado pelo Brasil. Em 2017 exportamos para mais de 50 países cerca de 276,5 mil toneladas de carne e isso é reflexo do trabalho incansável dos nossos produtores e da associação que os representa”, comenta Silva.

Altair Silva acompanha de perto as ações da associação e ressalta que a equipe gestora faz sucesso pela seriedade, responsabilidade e profissionalismo que conduz os trabalhos. “O trabalho realizado pelo Losivanio e a sua equipe fez os resultados aparecerem. A ACCS cresceu muito e encontra as portas abertas em empresas, órgãos governamentais e cooperativas. Trabalho sério merece o nosso reconhecimento”, pondera Altair.

Para o presidente reeleito, Losivanio de Lorenzi, a avaliação é positiva. “Tivemos toda a representatividade de produtores, entidades, lideranças políticas e isso mostra o quanto a Associação Catarinense de Criadores de Suínos é visível e representativa. Nós trabalhamos pelos produtores. É claro que não conseguimos intervir em preços pagos, mas as políticas que fizemos são voltadas para que haja a melhor renda no campo”, comenta Losivanio.

Entre os destaques do primeiro mandato da equipe que tomou posse foi a construção da Central de Inseminação Artificial, que garantiu qualidade genética e manutenção do status sanitário de Santa Catarina. Para os próximos quatro anos, o presidente destaca que é preciso de uma suinocultura pujante e de qualidade de vida no meio rural. “Os produtores precisam acreditar na atividade e assim teremos grandes conquistas no setor”, frisa de Lorenzi.

A solenidade de posse contou com a presença de suinocultores de vários municípios, presidentes dos núcleos municipais, autoridades políticas e representantes das entidades mais importantes do país no setor do agronegócio.

ACCS

A ACCS representa hoje cerca de 10 mil suinocultores que despontam entre os melhores do país, com resultados inéditos na área de produção, genética, bem-estar e sanidade animal, além de outros tantos avanços nas esferas públicas e privadas. O trabalho realizado pela entidade em prol dos suinocultores do Estado pode ser acompanhado em www.accs.org.br.