Em reunião técnica realizada na tarde desta segunda-feira, 4, no auditório da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, coordenada pela Gerência Regional de Saúde (Gersa), aconteceu a formação do Comitê Regional de Prevenção do óbito materno, infantil e fetal.

Durante o encontro, foi realizada a leitura do regimento interno e apresentada a nominata dos membros do Comitê, coordenado pela enfermeira da Gerência Regional de Saúde, Valdete Schuelter Tartare, tendo como vice-coordenador o médico da Gersa, Dr. Silvio Caldas e secretariado pela técnica da atenção básica, Nelise Barbosa. São membros do Comitê 2 representantes de cada uma das 15 Secretarias Municipais de Saúde da região, entre eles servidores das vigilâncias epidemiológica e da atenção básica, e 2 técnicos do Hospital Regional de Araranguá.

Segundo a coordenadora, o Comitê Regional terá a incumbência de analisar e sistematizar as informações resultantes da investigação epidemiológica dos óbitos materno, infantil e fetal realizada pelos Municípios, com a finalidade educativa de aprimorar a qualidade das informações e o acompanhamento de políticas públicas nos Municípios do Extremo-Sul.

As reuniões ocorrerão mensalmente. “A criação deste Comitê é muito importante para a Região, sendo um órgão consultivo de suporte mútuo entre os Municípios da Região. Dúvidas poderão ser debatidas e encaminhadas para o âmbito Estadual”, concluiu a gerente de Saúde da ADR Araranguá, Patrícia Gomes Jones Paladini.

Fonte: Leneza Della Krás