Em reunião na tarde desta terça-feira (31), o presidente da Comissão de Prevenção e Combate às Drogas, deputado Ismael do Santos (PSD), apresentou o relatório "Álcool x Direção 2016". Elaborado pela comissão, o documento apresenta uma análise anual relativa à nefasta combinação de álcool e direção nas estradas de Santa Catarina.

Elaborado em formato de cartilha, Ismael informou que a iniciativa do relatório é fruto de um esforço conjunto com o Ministério Público e a Secretaria Estadual de Segurança Pública na tentativa de melhor compreender os padrões de consumo do álcool e os perigos da combinação da bebida com o volante.

Considerando que a cada 30 minutos uma pessoa morre no mundo vítima de um motorista bêbado, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, o parlamentar frisou que em Santa Catarina os números confirmam o alto índice de motoristas que conduzem nas estradas catarinenses após ingerir bebida alcoólica.

Segundo Ismael, uma das defasagens para evitar que esse número continue a crescer é a fiscalização. "Atualmente o estado conta com 221 equipamentos de bafômetros, concentrados apenas em 167 cidades, sendo que Santa Catarina conta com 265 municípios. Ou seja, aproximadamente 30% dos municípios catarinenses não têm esse equipamento para atuar na fiscalização."

Dentro do levantamento de dados que foram apresentados na cartilha, foi constatado que de 2013 a 2016 um total de 7.227 motoristas foram flagrados sob efeito de álcool. "Entre as cidades com maior índice de motoristas flagrados está Blumenau, Lages, Florianópolis, Brusque e Jaraguá do Sul", informou Ismael dos Santos.