As ideias de dois alunos da Unesc estão entre as 25 melhores do Estado e são finalistas do 10º Concurso Universitário de Negócios Inovadores Sebrae Santa Catarina. O projeto “Farinha Goethe”, do estudante do curso de Engenharia de Produção Davi Canarin, e o “SocialBike" da acadêmica de Administração Samara Eberhardt disputam nesta sexta-feira (1º/9), em Joinville, a final do concurso. No evento, cada finalista vai apresentar a sua proposta de Plano de Negócio para uma comissão julgadora, que definirá os vencedores.

Os autores dos cinco melhores Pitches de Negócios Inovadores receberão como prêmio uma viagem de sete dias com passagem aérea, hospedagem e alimentação para visitas técnicas a empresas e outras instituições do Vale do Silício, na Califórnia, Estados Unidos. Do sexto ao décimo lugar receberão como prêmio um Ipad Mini. Os professores que participaram da elaboração das ideias também serão premiados.

Farinha Goethe

Em sua primeira participação no Concurso, o acadêmico da nona fase de Engenharia de Produção Davi Canarin afirma que a participação em atividades do Núcleo de Empreendedorismo da Unesc o ajudou a traçar o caminho que o levou à final.

Canarin criou o projeto “Farinha Goethe”, produzida a partir dos rejeitos do processo produtivo das vinícolas do Vale da Uva Goethe composto pelos municípios de Urussanga, Pedras grandes, Morro da Fumaça, Nova Veneza e Içara. “O produto viabiliza a solução de um problema em comum das vinícolas: ao longo do processo produtivo são gerados rejeitos orgânicos naturais conhecidos como borra. Estes rejeitos representam em média 40% de toda matéria prima e além de não possuírem nenhum fim lucrativo, acabam sendo descartados para aterros sanitários com alto custo de deposição financeiro e ambiental”, explica.

O estudante pontua ainda que a Farinha Goethe também busca a viabilização de uma cadeia de produção fechada, com o reaproveitamento do rejeito do processo de produção vinícola para a fabricação de uma farinha de uva utilizada para alimentação saudável e funcional. “Nosso foco é oferecer um produto de qualidade e alto valor agregado promovendo a sustentabilidade e a indicação geográfica da região”, afirma.

Terceiro ano consecutivo

Este é o terceiro ano consecutivo que a Unesc se destaca com dois acadêmicos na final do Concurso do Sebrae. Em 2015 o acadêmico Heligton Rodrigo Possamai levou o primeiro lugar na Categoria Agronegócios. Em 2016 a acadêmica Marluci Ramos Hilário venceu na categoria de Serviços e a professora Luciane de Carvalho Pereira foi a primeira colocada do Concurso como professora orientadora.

Segundo Luciane, em 2017 foram mais de mil inscritos no Concurso Universitário de Negócios Inovadores Sebrae, sendo que 25 ideias foram selecionadas para a final, entre elas, duas de alunos Unesc. “Para alcançar um destaque como este é necessário muita seriedade, disciplina e competência. Isso é uma prova da qualidade dos cursos da Universidade”, comenta Luciane, que com o professor Tiago Colombo realiza a orientação dos acadêmicos no Concurso.

Fonte: Milena Nandi (Foto: Mayra Lima)