Em Santa Catarina, foram registrados 1054 casos de denúncias de violência contra o idoso em 2016, de acordo com dados do Disque 100. Os tipos mais comuns são: violência psicológica que pode ser em forma de xingamentos, humilhação, isolamento social, abandono pelos familiares e negligência nos cuidados mais básicos, como o fornecimento de alimentação e de higiene pessoal. Os dados também informam que 76% dos casos ocorrem na residência e são praticados pelos próprios filhos.

As medidas de proteção para que a situação de violência não volte a acontecer estão previstas no Estatuto do Idoso. Segundo a Promotora de Justiça Ariadne Klein Sartori, que atua no Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos e Terceiro Setor (CDH), caso seja confirmada a violência contra o idoso o responsável será processado criminalmente pelo ato praticado.

Como forma de orientar e esclarecer as dúvidas sobre o tema, o MPSC apresenta no Programa “Promotor Responde” a atuação do Ministério Público nos casos de violência contra o idoso. Você pode assistir ao programa completo no Canal do Youtube do MPSC.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC - Foto: Divulgação