Abril é mês de conscientização do autismo e a Associação de Pais e Amigos de Autistas da Região Carbonífera (AMA-REC) pede a ajuda da população para a manutenção dos serviços oferecidos pela entidade, por meio da Escola de Educação Especial Meu Mundo, no bairro São Cristóvão, em Criciúma. A demanda é por alimentos em geral, perecíveis ou não, além de produtos de higiene e limpeza.

“Temos alguns convênios firmados, mas não são suficientes para manter toda a estrutura. Mais do que bem-vinda, a ajuda da comunidade é imprescindível”, afirma Joelcio Scarpari, diretor executivo da entidade.

As doações também podem ser feitas em dinheiro, por meio de depósito em conta corrente ou entregues na secretaria da AMA, como fez um grupo de advogadas, nesta terça-feira, dia 04. “Uma de nossas sócias tem um afilhado autista e nos sensibilizou para apoiar a causa. Conhecer a entidade só reforçou a importância desse gesto, por isso nos colocamos à disposição para ajudar como voluntárias nos projetos da entidade”, afirmou Patrícia Felício.

Além de voluntários que possam atuar em ações e eventos, como pedágios e jantares, a AMA também está de portas abertas para profissionais médicos e fisioterapeutas que queiram doar parte de seu tempo e conhecimento no atendimento aos 98 alunos, de nove municípios, assistidos pela entidade.

Paella de carnes brancas

No sentido de ampliar a arrecadação de recursos, a AMA realiza neste domingo, dia 09, almoço beneficente no salão paroquial da igreja do bairro São Cristóvão, em Criciúma. Uma paella de carnes brancas será servida aos presentes, a partir das 12 horas. Os ingressos, no valor de R$ 25, podem ser adquiridos na secretaria da entidade.


Conta Corrente AMA-REC
Banco do Brasil
Ag: 5209-4
Cc: 60302-3