O angustiante caso do desaparecimento de Geovanni Vasconcelos Pereira, de 47 anos, escrivão do Fórum da Comarca de Araranguá, até o momento não foi solucionado. No dia de ontem, 01, familiares do Servidor Público encontraram seus sapatos, roupas e óculos em uma propriedade localizada na Av. Beira Rio, no bairro Vila São José.

Trabalha-se com a hipótese de suicídio, pois os familiares e os órgãos de segurança acreditam que ele tenha adentrado ao Rio e tenha submergido, mesmo sabendo nadar. Ontem, 01, o Corpo de Bombeiros realizou buscas dentro do manancial, participaram as equipes de mergulho de Araranguá, Criciúma, Içara e Passo de Torres, somando 12 socorristas.

Já hoje 5 bombeiros socorristas estão no local, dando continuidade as buscas pelo suposto cadáver de Geovanni, afirma o Comandante da 3ª Companhia de Bombeiros Militares, Tenente Vinicius Marcolin. "Nossa equipe está desde 08h da manhã no local fazendo as buscas. Surgiram boatos do aparecimento do corpo, mas isso não é verdade. Até o momento nada foi encontrado, só iremos parar de procurar quando acharmos Geovanni", finalizou.

Relembre o caso

Como todos os dias Geovanni, ia a pé trabalhar e logo depois de cumprir o expediente como escrivão da 1ª Vara Civil do Fórum da Comarca de Araranguá, retornava para casa. Mas na última quarta-feira, dia 30, algo atípico aconteceu, ele por volta das 15 horas saiu do fórum com destino a uma agência dos Correios, mas segundo informações, a agência localizada no Centro da cidade não recebeu a visita do escrivão, bem como até ás 18h30 , ele não tinha voltado para o emprego. Então os seus colegas de trabalho comunicaram a família sobre o sumiço.

De acordo com familiares, ele tem uma alta estatura e tem cabelos grisalhos e está sem documentos e sem aparelho telefônico, caso alguém o reconheça, deve ligar para o (48) 9.9927-2237.