Só quem enfrenta o drama de ser diagnosticada com câncer de mama pode dizer com exatidão o que isso representa na vida de uma mulher. Driblar os transtornos causados pela doença é sempre um grande desafio. Conservar um sorriso no rosto e manter a autoestima então é algo ainda mais desafiador.

A enfermeira Eloana Casagrande trabalha na área e sabe bem o quanto é difícil enfrentar a doença sem perder o bom humor e a paixão pela vida. “Existem estimativas que comprovam que aproximadamente 20% das mulheres diagnosticadas com câncer de mama abandonam o tratamento logo em fase inicial porque entram em uma crise de depressão. É um período bastante tumultuado não apenas para a paciente mas os familiares que possuem papel importante nesta etapa”, conta a profissional que é vice- coordenadora do Núcleo da Mulher Empresária da ACIVA.

A boa notícia é que também é possível prevenir a doença ou buscar a cura através da adoção de hábitos saudáveis. Tem mais sucesso na cura quem enfrenta a doença com uma boa dose de bom humor e autoestima. Mas como fazer do limão uma limonada ou então qual a forma de manter elevada a tão falada autoestima? É isso que foi abordado na palestra “Sexualidade Feminina: Uma questão de Autoestima”. A palestrante é ninguém menos do que Gaby Dias, de Criciúma, enfermeira pós-graduada em obstetrícia, pós graduanda em sexologia, apresentadora do programa Estação Saúde da Unisul TV e professora em cursos de graduação e pós-graduação em universidade de Santa Catarina.

Gaby é famosa por conseguir abordar o tema de uma forma bem-humorada e prende o público através de sua dinâmica. “É uma excelente oportunidade para falar abertamente sobre o assunto. O foco é a saúde da mulher, a necessidade de manter a autoestima em momentos como este. Culturalmente a mulher sofre de baixa autoestima e isso se dá em decorrência de uma tradição cultural retrógrada. Falar sobre a sexualidade e debater esse assunto em casa é uma forma de quebrar tabus e colaborar com a prevenção de doenças como o câncer de mama”, defende Vanilsa Oliveira, diretora de Núcleos da Aciva, entidade parceira na realização da palestra que aconteceu na sede da ACIVA.

Hospital São Judas Tadeu a todo vapor com “Outubro Rosa”

Durante todo o mês de outubro, o Hospital São Judas Tadeu, realizou orientações para pacientes, acompanhantes e visitantes do Hospital, expondo a importância da realizações dos exames preventivos. Funcionários e direção também doaram sangue em um verdadeiro ato de amor à vida.

O HSJT que possui 60 anos de história, participa de mais uma edição do evento Outubro Rosa, porque acredita que a medicina preventiva pode contribuir com uma vida mais plena e saudável. A informação é da diretora Administrativa, Patricia Minatto, que também fez questão de fazer sua parte.