Um imponente prédio histórico que abrigou majestosos e elegantes bailes na década de 60, além de muitos eventos sociais na época, agora se torna casa do empresário na região. Na noite de ontem, dia 4, a Associação empresarial do Vale do Araranguá-ACIVA inaugurou oficialmente sua nova sede. O local onde funcionou o antigo Araranguá Tênis Clube, mantém viva e preservada boa parte da memória social de Araranguá e agora será ponto de encontro para grandes rodadas de negócios e muitos eventos do empresariado local.

A nova sede da Aciva foi inaugurada em grande estilo. Contou com a presença de muitas autoridades e lideranças regionais, além de ser prestigiada por entidades parceiras como CDL, Sindilojas, Sindicont, OAB, Sebrae e Facisc.

O presidente da entidade, Kleber Frigo falou do momento ímpar para a Aciva que após anos de sonhando com a uma casa nova, comemora 45 anos recebendo de presente um espaço totalmente novo e adequado às reais necessidades dos associados. “É um presente e tanto para os associados e para a região. A Aciva historicamente foi uma incansável defensora dos interesses regionais. Tivemos muitas conquistas ao longo destes 45 anos e precisávamos ampliar nosso espaço físico porque junto com as nossas lutas cresceram as demandas e a necessidade de ampliar o espaço para ampliar também nossa atuação”, explicou o presidente que emendou dizendo que atualmente a ACIVA oferece um gama completa de soluções inteligentes às empresas da região, além de usar o associativismo como forma de impulsionar os negócios.

A velha frase de que a união faz a força é verídica. Há 45 anos a Aciva tem dado bons exemplos de que é lutando junto que se obtém as conquistas. Foi o que reforçou o presidente da instituição: “Juntos já conseguimos trazer o curso de Medicina para Araranguá, barrar aumento de salário dos vereadores, impedir fechamento da agência da receita federal, mudar o traçado da duplicação da BR-101 e uma série de outras iniciativas. Agora temos um espaço ideal para lutar por novas bandeiras”, concluiu Kleber que afirma esta emocionado ao entregar uma nova casa para entidade durante sua gestão.

Ensinando pelo exemplo

Iniciar um negócio próprio requer talento, faro para boas oportunidades e uma pitada de ousadia. Não à toa que o perfil dos novos empreendedores é cada vez mais composto por jovens ou pessoas de meia idade, inquietos, com muitos sonhos e pouco dinheiro para investir em suas iniciativas. Como característica, eles têm em comum a criatividade, objetivos pouco convencionais e ótimas ideias.

Mas não basta ter apenas uma boa ideia na cabeça para abrir um negócio próprio. Que tal aprender com quem realmente entende do assunto e fez a sua empresa decolar. É ensinando pelo exemplo que a quarta edição do FAN- Fórum Aciva de Networking pretende mostrar novos ares para o seu negócio.

O evento lançado ontem pelo diretor de Eventos da ACIVA, Beto Sasso, inicia oficialmente hoje, dia 5 e vai até quinta-feira, dia 6, reunindo grandes nomes do mercado corporativo catarinense. “São empresários que conseguiram sucesso com seus negócios e agora dão dicas de como chegar lá. As boas práticas de gestão precisam ser compartilhadas. Quem conseguiu atingir bons resultados também pode ensinar o caminho, cabe a nós ter humildade e boa vontade para aprender. Não adianta reclamar que as vendas estão fracas ou que os negócios não vão bem, é preciso criar alternativas para melhorar e este evento se propõe a ensinar estas boas práticas”, defendeu Beto.

Uma pitada de carinho

Para finalizar o evento comemorativo aos 45 anos da ACIVA com chave de ouro, o escritor e compositor Lony Rosa lançou seu mais recente trabalho. O livro “Carinho é bom” é uma espécie de cartilha ilustrada que reúne estórias e músicas do artista e educador que realiza um excelente trabalho de musicalização com as crianças nas séries iniciais. O livro totalmente ilustrado traz mensagens de paz, amor, ensina a conviver com as diferenças e faz alusão principalmente aos bons hábitos. “Em tempos onde o amor, o carinho e a compaixão está em desuso, trazer um livro que resgata tudo isso é no mínimo uma forma de não deixar morrer dentro das pessoas aquilo que anda tão esquecido. Precisamos falar mais de coisas boas e compartilhar estórias que falem sobre valores, família e amor”, explicou o escritor dando a tônica da obra que pode ser adquirida nas Lojas Fátima ao preço de R$40. O livro acompanha um CD contendo 16 músicas para as crianças se divertirem cantando.