Padaria escola deve incrementar rendas de adolescentes carentes com qualificação profissional em área carente de profissionais e muito procurada pelo mercado

Inaugura hoje, às 16h, na Casa da Fraternidade do bairro Lagoão, em Araranguá, a Padaria Escola Pão Fraterno. Segundo a presidente da entidade, Cátia Hahn, o projeto vem sendo pensado há quatro anos, e tem por objetivo oportunizar a qualificação profissional para adolescentes e adultos que buscam na panificação uma fonte de renda: “Escolhemos a confeitaria e panificação por ser uma mão de obra rara e muito requisitada”, afirma Cátia, que explica que foi para chegar a este objetivo que a Casa criou, há quatro anos, o Bazar Solidário – um espaço onde se comercializa roupas, acessórios e objetos doados para a Casa da Fraternidade, e que vem trazendo uma boa alternativa de renda. Hoje, a Casa da Fraternidade conta com um convênio com a prefeitura, que supre 30% dos gastos. O restante do dinheiro necessário para atender as 250 crianças e 230 famílias em 17 oficinas gratuitas, e que oferece diariamente 150 lanches e 70 almoços, é captado com a ajuda da comunidade, e com projetos como o Bazar Solidário e a Padaria Escola que está sendo inaugurada hoje.

Fábia Ferreira é assistente social da Casa da Fraternidade, e também tem formação em confeitaria há 12 anos. Ela será responsável pelo primeiro curso de confeiteiro que acontece na nova padaria, e que começa nesta segunda-feira, 12, cujo público-alvo é de 24 adolescentes de 14 a 18 anos. O curso, que tem duração de três meses, é totalmente gratuito e certificação, acontece nas 2ª e 4ªs feiras, em dois horários – das 8h30 às 11h45 e das 13h30h às 17h. Ainda há vagas, e os interessados devem procurar a Casa da Fraternidade para fazer a matrícula, na rua Pedro Gomes, 740, no bairro Lagoão. A ideia é a partir do ano que vem, ampliar o curso com maior duração de tempo, inserindo adultos para a qualificação profissional no ramo de padaria e confeitaria.