Eduarda Scarsi Minatto, 10 anos, levava uma vida normal como a de qualquer outra criança saudável da sua idade. Gostava de correr, pular corda, cantar, dançar e jogar bola, mas uma notícia que chegou de repente mudou para sempre os planos da garotinha que sonhava ser esportista.

Em maio do ano passado, após queixas de constantes dores de cabeça, a menina foi ao médico acompanhada do pai, o agricultor Valmocir Minatto, 47 anos e da mãe, a dona de casa Rejane Scarsi, de 46. Alguns dias depois veio o diagnóstico que transformou a vida de Eduarda e a família. A garotinha recebeu a notícia de um tumor maligno no cérebro, que crescia vertiginosamente e já atrapalhava até mesmo sua visão.

Os primeiros dias logo após o diagnóstico foram os piores. O mundo parecia desabar sobre a cabeça da família Minatto quando uma visita ao quarto onde a garotinha foi internada, na ala de oncologia do Hospital São José em Criciúma, devolveu a esperança à Eduarda e seus pais. Eram os “anjos” da Casa Guido, um grupo de voluntários que presta assistência a crianças, adolescentes e suas famílias que são vítimas de câncer no Sul do Estado. “Eles surgiram no momento mais difícil das nossas vidas para estender a mão e dizer que não estávamos sozinhos nesta caminhada. Eu não tenho palavras para dizer o quanto eles foram e continuam sendo importantes na recuperação da minha filha. Recebemos desde assistência médica gratuita, a remédios e apoio psicológico. O que a equipe do Guido fez pela minha família em um momento tão difícil de dor e sofrimento não tem dinheiro que pague,” contou emocionado o pai de Eduarda, que após enfrentar 50 semanas de pesados tratamentos quimioterápicos, já consegue mostrar um sorriso iluminado no rosto e empresta sua beleza e simpatia para estampar a nova campanha da Casa Guido.

Eduarda e os pais

Em recuperação e confiante na cura, a nova estrela da Campanha da Casa Guido emocionou a todos durante o ato que marcou o lançamento de uma iniciativa de mobilização em prol da compra da sede própria para a ONG, que sobrevive graças à doação de empresas privadas e sociedade.

Em vídeo, Eduarda conta o apoio que recebe na Casa e detalha de forma emocionante o trabalho de acolhimento realizado pelos voluntários. “O carinho deles é algo que contagia e nos motiva a querer continuar lutando pela vida. Sem eles eu não teria conseguido. Eles aliviam o nosso sofrimento de um jeito tão especial que até parece magia. São anjos de Deus,” relata a pequena paciente.

Hoje Eduarda está vencendo o câncer com o apoio do Guido. As sessões de quimioterapia que já ultrapassam 50 semanas de tratamento, apesar de dolorosas e frias não tiraram o animo da menina e da família que acredita na cura. “Os últimos exames mostraram que a doença recuou muito e caminha para a cura. Mas temos duas certezas que nos deixam confiantes, uma delas é a assistência total que recebemos aqui no Guido e a outra são as bênçãos de Deus que nunca deixaram de ser derramadas sobre a nossa família,” conta Rejane, mãe da menina.

A família engrossa o coro pedindo apoio para que o trabalho voluntário do Guido continue, mas agora em outro endereço já que em um prazo de dois anos, a Casa Guido precisará deixar o espaço que hoje ocupa e é alugado.

A casa Guido precisa de uma casa

A Casa Guido (Grupo pela Unidade Infanto-juvenil de Onco-hematologia) lançou na manhã de ontem, terça-feira, na Acic, uma campanha para compra da casa em que atualmente está localizada. O imóvel está avaliados em R$ 1 milhão. A expectativa é de arrecadar o valor necessário em dois anos.

A entidade, situada estrategicamente próxima ao Hospital São José, em Criciúma, atende 82 pacientes atualmente e está há seis anos dando suporte às famílias de crianças e adolescentes com câncer ou doenças graves no sangue. Além de ser um ponto de apoio durante o tratamento, fornecendo alimentação e espaço para banho e descanso, a Casa presta atendimento psicológico, assistencial e em outras áreas e tem abrangência em todo Sul do estado de Santa Catarina.

Formas de doar

A ONG receberá as doações para a aquisição da sede própria por meio de depósito bancário de qualquer valor, carnê solidário adquirido com a entidade ou compromisso de grande doação para pessoas físicas ou empresas. As contas para depósitos são:

Caixa Econômica: Agência 1662 - Conta Poupança 42289-9 / OP.13
Sicredi: Agência 2604 – Conta Poupança 31802-7
Banco do Brasil: Agência 5209-4 – Conta Corrente 9200-2

Portal da Transparência

A Casa Guido criou um Portal da Transparência para disponibilizar a informação de quanto já foi arrecadado para a causa de compra da sede. Além disso, através do site http://www.guido.org.br/casaguido é possível realizar doações com cartão de crédito, boleto e também a transferência.

Embaixadores

Atualmente a Casa Guido atende os 42 municípios da Amesc, Amrec e Amurel. Em virtude da necessidade de divulgar a instituição nessas cidades surgiu a iniciativa da escolha de embaixadores. Em algumas cidades já foram escolhidos os embaixadores e eles iniciaram junto com o marketing da instituição um projeto divulgação do Guido e captação de recursos com projetos, ações e doações.

Embaixadores

Balanço Social

Somente no ano de 2015, segundo o balanço social divulgado pela instituição, foram disponibilizados 915 medicamentos, 8.100 litros de leite integral, 4.260 unidades de alimentos variados, 65 consultas médicas, 52 exames, 541 cestas básicas, entre outros auxílios. A Casa Guido também aceita doações de alimentos, suplementos, roupas, brinquedos, fraldas, produtos de higiene e limpeza.

Mais informações sobre doações ou o trabalho da entidade pelos telefones (48) 3045-6211 e 3045-6411 ou pelo e-mail [email protected].