Hoje existem mais de meio bilhão de portadores das Hepatites B e C no mundo e, segundo a Organização Mundial de Saúde, as hepatites virais são um dos maiores problemas mundiais de saúde e matam duas vezes mais do que a AIDS.

Mas existe luz no fim do túnel! Recentemente a ciência chegou a um consenso: o de que as Hepatites Virais podem ser erradicadas do planeta no prazo de 15 a 20 anos. Para que isso aconteça, é preciso uma mobilização mundial e quem encabeça esta iniciativa aqui na região é o Rotary Club Araranguá, que desde o mês de julho está empenhado em uma mega campanha de conscientização sobre esta perigosa doença que mata silenciosamente.

Na noite de ontem, dia 08, a diretoria do Rotary se reuniu para tratar das ações que devem ocorrer nos próximos meses em duas cidades do Vale. A primeira iniciativa acontece neste sábado, dia 13, no Center Shopping em Araranguá. Segundo o presidente Everaldo Scaini, a ação faz parte da campanha Hepatite Zero, que é desenvolvida mundialmente pelo Rotary em parceria com a Associação Brasileira de Portadores de Hepatite (ABPH). “O Rotary que por anos se dedicou em favor da erradicação da pólio no mundo, agora se dedica a erradicar a hepatite, uma das doenças que mais mata e de forma silenciosa. Muita gente não sabe que possui a doença e quando descobre pode ser tarde demais. A hepatite é uma epidemia ignorada e que precisa receber uma atenção especial da população,”explica Scaini.

Ainda de acordo com o Presidente, o Center Shopping abriu espaço para a realização do evento. A partir das 10h da manhã, serão feitos testes rápidos que podem diagnosticar a Hepatite em apenas 20 minutos. Profissionais da saúde e equipe de enfermagem da Faculdade do Vale do Araranguá-FVA estarão orientando sobre a doença e as formas de prevenção.

Índice de pessoas infectadas é alto em Araranguá

E se você pensa que a Hepatite é uma ameaça ainda distante, saiba que somente em Araranguá, estima-se que aproximadamente 2% da população tem a doença e não sabe. Os dados alarmantes são do próprio Rotary Club que há duas semanas realizou testes no Calçadão da cidade e diagnosticou cerca de 1,8% dos testados com a doença.

Quem recebeu o diagnostico se surpreendeu afirma José Adilson Cândido, do Rotary, que ajudou a coordenar a ação. “As pessoas ficaram surpresas e também assustadas quando souberam através do teste que tinham a doença. Mesmo em época de internet e redes sociais, a desinformação sobre a doença é grande e isso tem facilitado o contágio na população. Realizar o teste rápido foi apenas uma forma que o Rotary encontrou de chamar a atenção para o problema e mostrar que é preciso investir na prevenção,” explicou o rotariano. Ainda de acordo com ele, as pessoas encontram o teste de graça na rede pública de saúde e basta solicitar aos profissionais de enfermagem, em caso de sentir os sintomas da doença.

Outras ações

Além das ações no Shopping, o Rotary estará promovendo uma intensa mobilização também em Arroio do Silva no dia 27 de agosto. A secretaria municipal de saúde abraçou o projeto e vai disponibilizar equipe de enfermagem para realizar aproximadamente 300 testes rápidos. O material é todo fornecido pelo Rotary em parceria com a ABPH, informou o rotariano Célio Silva, que também está engajado na campanha mundial Hepatite Zero. Testes no presídio também serão realizados mas não tem data definida.

Saiba mais sobre a doença!