Casa da Juventude, que completa 15 anos com o projeto Juventude Luzes do Amanhã, trecebeu reconhecimento na Casa Legislativa

A sessão da Câmara de Vereadores desta segunda, 13, foi especial. Ao mesmo tempo em que foi concedida a Moção de Reconhecimento pelos trabalhos desenvolvidos pela Casa da Fraternidade, a instituição comemorou os 15 anos do Projeto Luzes do Amanhã, que já atendeu cerca de 8 mil crianças e adolescentes da cidade com diversas oficinas e trabalhos de desenvolvimento intelectual, social, psicológico e artístico.

A proposta de homenagear a Casa da Fraternidade foi de autoria do vereador, Daniel Viriato Afonso, que entende que esse tipo de trabalho merece destaque na casa. “Devemos lembrar sempre dos projetos que beneficiam milhares de pessoas de maneira autônoma. Fiquei admirado que a instituição, com sua magnitude ainda não tivesse recebido a honraria do Legislativo. Agradeço que os colegas vereadores compreenderam a minha intenção e aprovaram o pedido”, disse o vereador.

Na oportunidade, 40 crianças das 250 que são atendidas pela instituição, se apresentaram com o coral da Casa da Fraternidade. Com o plenário lotado, as manifestações foram positivas diante do reconhecimento. A presidente da instituição, Cátia Hahn, falou em nome do projeto. “Enfrentamos muitas dificuldades para manter o projeto e todas as oficinas, mas ser reconhecida como instituição que faz o bem para a comunidade, nos enche de ânimo para continuar. Agradeço por conseguirmos mostrar com isso que o projeto é capaz de formar cidadãos melhores”, agradeceu emocionada.

Alguns trabalhos desenvolvidos pelas crianças, foram expostos no hall de entrada da Câmara de Vereadores. Alem de professores, voluntários, pais de alunos e moradores do bairro Lagoão, participaram da homenagem, membros da diretoria.

No compasso da homenagem, o vereador Daniel Viriato Afonso aproveitou para antecipar que vai propor em breve a concessão do Título de Cidadania Honorária a presidente da entidade, Cátia Hahn, que há 18 anos mora em Araranguá, e ajudou fundar a maioria dos projetos desenvolvidos na Casa da Fraternidade.

Texto da Justificativa da MOÇÃO DE RECONHECIMENTO

Fundada em 08 de Novembro de 1987, a Instituição Espírita Casa da Fraternidade é uma organização não governamental de carácter assistencial, educacional, cultural e filantrópica, que vem prestando assistência a qualquer pessoa, sem imposição religiosa ou qualquer discriminação. Tem como objetivos e finalidades o apoio à educação, cultura e ao esporte (ensino de atividades e produções artísticas) e serviços de assistência social, através de projetos que visem a promoção social da infância, juventude e a família em situação de vulnerabilidade ou risco social.

Localizada num dos bairros mais carentes de Araranguá – bairro Lagoão, em quase 30 anos de existência, já atendeu aproximadamente 8 mil crianças e adolescentes e vem promovendo ações que priorizem: a proteção e o amparo à família, a integração ao mercado de trabalho; a assistência educacional ou de saúde; o desenvolvimento da cultura; a defesa e garantia de seus direitos.

Realiza seis projetos, entre eles o Projeto Juventude Luzes do Amanhã, que está completando 15 anos, que atende em média duzentas e cinquenta crianças por ano e em torno de 1200 pessoas. Junto de seus colaboradores oferece diariamente aulas de reforço escolar, oficinas de artes, incentivo a leitura na Biblioteca, apoio social, psicológico e alimentação. As mulheres da comunidade também são atendidas com um projeto de costura, onde roupas e enxovais são confeccionados e doados as famílias carentes do bairro. O local se transformou em “Ponto de Cultura”, que é um reconhecimento do Ministério da Cultura e permite que os projetos tenham visibilidade Nacional, tanto que em 2012 e 2014, a Casa da Fraternidade recebeu premiações do Criança Esperança - da Rede Globo e Unicef.

A Instituição vem oferecendo condições para que seus atendidos possam superar a situação de penúria seja social, econômica, cultural, educacional, moral ou espiritual em que se encontram. Através de um apoio para que este ultrapasse suas limitações favorecendo assim a sua Promoção Social através da Arte.

Ante o exposto, O vereador Daniel Viriato Afonso pede a aprovação desta MOÇÃO DE RECONHECIMENTO a Casa da Fraternidade, que comemora neste dia 13 de junho de 2016, os seus 15 anos de projeto Juventude Luzes do Amanhã.

Fonte: Morgana Daniel