O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) faz nesta semana, trabalhos de conservação, limpeza, melhoria asfáltica e instalação de sinalização em trecho da BR-101, no extremo-sul catarinense. De Araranguá a Passo de Torres – na divisa com o Rio Grande do Sul, os motoristas devem redobrar os cuidados nos próximos dias, pois há trabalhadores e equipamentos sobre as pistas.

Durante a quarta-feira, 1º de junho, equipes de pintura instalaram cerca de 15 quilômetros de sinalização vertical rodoviária provisória (faixas de eixo centro e bordos de pistas) entre o km 440, em Santa Rosa do Sul até Passo de Torres, no sentido Norte-Sul. Também foi refeita a sinalização, em caráter temporário, no trecho entre o km 416 ao km 424, em Araranguá, segmento que recebeu trabalhos de recomposição asfáltica. Esse trabalho foi realizado na pista de sentido Porto Alegre-Florianópolis.

Já nesta quinta-feira e também amanhã - sexta-feira, 3, o DNIT/SC fará limpeza de vegetação, sedimentos e materiais sólidos nas pistas, entre Araranguá a Sombrio. A conservação será feita no sistema de coleta pluvial (água da chuva) e na base da proteção central de concreto, que divide as pistas. Para isso, a faixa de rolagem da esquerda é temporariamente interrompida, para abrir frente às atividades na rodovia federal, resguardando trabalhadores e motoristas.

Toda a operação montada para conservação da BR-101 Sul vai continuar nesta sexta-feira e na próxima semana. Em caso de mau tempo, todas as frentes serão canceladas e retomadas na volta do tempo estável.

As melhorias neste trecho fazem parte do contrato de conservação e manutenção da BR-101 Sul, executado pelo DNIT/SC, sendo pontuais e temporárias e, por isso, requerem mais atenção dos usuários. As operações de conservação da rodovia federal no extremo-Sul seguem em dois lotes contratados, sendo que o primeiro se estende do km 300 ao km 379,9 (Laguna a Içara) e o segundo do km 380 ao km 465 (Içara a Passo de Torres). Todas as frentes de obras terão sinalização provisória instalada, identificando os trabalhos. Ficam os motoristas obrigados a respeita-la, pois somente assim, estarão evitando acidentes.

É preciso, também, que todos os motoristas que trafegarem pelos trechos em recuperação nos próximos dias respeitem os limites de velocidade, a sinalização rodoviária e os acessos às cidades litorâneas, lindeiras da rodovia federal. Nas travessias urbanas, ao trafegar pelas vias lindeiras, é preciso respeitar a circulação de pedestres, bem como o fluxo local de veículos. Nesses trechos há aglomerados urbanos, igrejas, postos de combustíveis, comércio e residências.

Todos os trabalhos dependem das condições de tempo estável para continuarem. Para informações sobre a trafegabilidade na BR-101 Sul, os usuários podem ligar para o Serviço de Atendimento 0800 6030 101 ou acessar o site 101sul.com.br.

Fonte: Muriel Albonico