A batalha contra o mosquito Aedes Aegypti, transmissor dos vírus da dengue, chikungunya e zika, será intensificada no município de Araranguá. A equipe de endemias do município, representada pelo coordenador do Programa Municipal de Combate a Dengue, Joélcio Anastácio, se reuniu com secretários municipais para discutir novas ações para impedir a proliferação do vetor. O encontro foi realizado na manhã de terça-feira, 23, no auditório do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae). De acordo com o coordenador foi aprovada a criação de um comitê de planejamento de combate ao mosquito formado por representantes de diversos setores da administração pública municipal e entidades.

“Nesta reunião encaminhamos junto ao secretariado a criação deste comitê. O objetivo é unir forças e ter este comitê permanentemente para avaliar, discutir e planejar de forma articulada as situações de risco em nosso município. Além disso, vamos abrir espaço para entidades não-governamentais que queiram se juntar a nós e aderir a este movimento”, expõe Anastacio ao acrescentar que um documento sobre a criação do comitê será elaborado e entregue em breve para a Secretaria de Governo de Araranguá.

Vigilância nas repartições públicas

Em outro encaminhamento da reunião com secretários tratou da prevenção e cuidados nas repartições públicas municipal. “Da mesma forma que cobramos da população que cuidem de suas e tenham atenção redobrada com relação ao mosquito, de imediato, pedimos aos secretários reforço na vigilância no que se refere aos prédios públicos. Queremos que diante deste encaminhamento cada secretário possa atrair sua estrutura no processo de mobilização e assim minimizar o risco da proliferação do mosquito”, acrescenta o coordenador.

Neste ano já foram registrados três focos do Aedes Aegypti em armadilhas montadas em regiões estratégicas do município. Larvas foram encontradas nos bairros Nova Divineia, Cidade Alta e Vila São José.