Dos gramados do Morro Azul, na Urussanguinha, o empresário Donizete Baldessar Lemos, 44 anos, começou em 2004 a praticar o voo livre. 11 anos depois ele sobrevoou desta vez os céus do Nordeste brasileiro, em busca de um objetivo: o recorde mundial de voo livre em distância.

E o recorde veio. Na companhia de quatro amigos, no dia 9 de outubro deste ano, quando o grupo sobrevoou os estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, percorrendo 514 Km, quebrando assim, o recorde do então sul africano Nevil Hulett, que sobrevoou 502,6 Km em 2008.

IMG_4235-Medium-300x200.jpg
Araranguaense pratica atividade desde 2004 / Foto: Felipe Balthazar

Segundo Donizete, a façanha foi uma conquista coletiva. “São oito anos de muitas tentativas. Foi muito bom quebrar o recorde, ainda mais por ser em equipe, o que torna mais especial a conquista. Só tenho a comemorar,” disse, em entrevista exclusiva à reportagem da W3.

De fato, a conquista foi obtida com o esforço de muitas mãos. Ao lado do capixaba Frank Brown e do gaúcho Marcelo Prieto, Donizete completou um time entrosado de apaixonados pelo parapente. “Todos os meus colegas eram pilotos de uma marca de parapentes. Nos tornamos amigos e em comum, compartilhávamos o desejo de quebrar este recorde, e conseguimos,” apontou.

A aventura teve início na cidade de Tacima, na Paraíba. O voo durou 11h, sobrevoando o estado do Rio Grande do Norte e terminando na cidade de Monsenhor Tabosa, no Ceará. Durante o percurso, os pilotos se alimentaram com barra de cereais e água, o suficiente para garantir muita energia aos envolvidos. Conforme Donizete, um observador da Federação Internacional de Aeronáutica – FAI, acompanhou o trajeto.

“Nós registramos todo o percurso da viagem no GPS. Os dados estão com a FAI, que deve homologá-los em até três meses,” comentou. Após a homologação, os 514 Km percorridos pelo grupo, no qual se inclui o araranguaense, vai constar no site da FAI e no Guinness Book, como o novo recorde mundial de voo livre em distância.

Sobre Donizete

Proprietário da Atus Vigilância, Donizete Baldessar Lemos, 44 anos, dedica suas habilidades aos negócios e ao voo livre. Desde 2004 ele exerce a atividade de piloto de parapente, iniciando os primeiros voos nos gramado do Morro Azul, onde ficam os famosos macaquinhos saguis. Anos depois a experiência e a habilidade com o parapente lhe renderam dois títulos brasileiros da categoria e dois recordes: maior distância declarada (420 Km) em 2012, e record sul americanos de voo livre (478 Km) em 2014.