Em uma tarde de disputa acirrada e qualidade técnica elevada no Campo da Casa Lar, a equipe Araranguá/SATC, de Araranguá, extremo sul catarinense, deixou escapar a vitória diante do Foz Cataratas (PR), no último minuto de jogo. A partida, terminada empatada em 1 a 1, entrou para a história da cidade araranguaense, que pela primeira vez participa de uma competição nacional de futebol feminino profissional. Logo aos 7 minutos da etapa inicial, o time araranguaense abriu o placar com Camilinha. O jogo seguia intenso e quando tudo encaminhava para a vitória da equipe catarinense, o Foz Cataratas empatou, aos 45 do segundo tempo.

Para o treinador do Araranguá, Deivid Vicente Fernandes, o Bolinho, a equipe fez uma boa estreia e acredita no resultado positivo no jogo de volta. “Sabíamos das dificuldades que era disputar contra um time que está entre as cinco melhores do país, mas nossa equipe se comportou da maneira que havíamos treinado. Tivemos ótimas oportunidades e também a infelicidade de tomar um gol no fim da partida. Mas temos condições de sair do Paraná com a classificação mantendo a postura bem definida em campo e não cometendo erros como no lance que originou o gol do adversário”, diz Bolinho

O jogo de volta, no Estado do Paraná, será no dia 31 deste mês, quarta-feira da semana que vem. Para avançar na competição, o Araranguá/SATC precisa de uma vitória simples ou empatar em dois ou mais gols. Derrota ou empate sem gols dá a classificação ao Foz Cataratas. Em novo 1 a 1, a partida será decidida nos pênaltis.

Fonte: Claudio Benevenutto/SubCom Araranguá