Saulo Pithan
20/10/2015 23h00 - Atualizado em 30/04/2016 01h20

$40 Milhões de dólares antes dos 30 anos

Arrojados, eles transformaram ideias simples em oportunidades de negócios fora do país e passaram a figurar no seleto grupo de empresários bem-sucedidos antes dos 30 anos.

$40 Milhões de dólares antes dos 30 anos

Arrojados, eles transformaram ideias simples em oportunidades de negócios fora do país e passaram a figurar no seleto grupo de empresários bem-sucedidos antes dos 30 anos.

Iniciar um negócio próprio requer talento, faro para boas oportunidades e muita ousadia. Não é à toa que o perfil dos novos empreendedores é cada vez mais composto por jovens inquietos, com muitos sonhos e pouco dinheiro para investir em suas iniciativas. Como característica, estes três jovens que você vai conhecer agora, têm em comum a criatividade, objetivos pouco convencionais e foram capazes de levar ao surgimento de startups rentáveis antes mesmo de chegarem à casa dos 30 anos.

Fabio Espindula faz parte da geração que cresceu no mundo digital. Ele nasceu nove anos depois de Steve Jobs e Steve Wozniak apresentarem o primeiro computador pessoal, o Apple II, em 1977. Tinha 18 anos quando estreou o Facebook e 21 no lançamento do iPhone. Aos 29, este turvense que reside em Boston há quase 10 anos, a capital e também a cidade mais populosa do estado norte-americano de Massachusetts, é um dos 100 empresários de maior sucesso no mundo business, segundo ranking recente de revistas especializadas.

A principal de suas empresas, que operacionaliza negócios realizados por meio da internet é formada por um time de 94 funcionários e está avaliada em $40 milhões de dólares.

Fabio é o criador da Homeyou, uma empresa que conecta quem precisa de serviços na área da construção civil à quem realiza este tipo de trabalho. Utilizando a web como ferramenta principal, a equipe operacional realiza o cadastro de clientes e preenche uma solicitação de orçamento, os chamados “leads”. Estas informações são fornecidas às construtoras e empresas especializadas espalhadas por todo território dos Estados Unidos. “Ao procurar no google ou em outro site de busca, algo relacionado à prestação de serviços na área da construção civil, o internauta preenche um formulário com seus dados e fica cadastrado em nosso sistema. Neste mesmo arquivo o interessado realiza uma espécie de orçamento do trabalho que necessita e estas informações são fornecidas às empresas ou profissionais especializados que realizam desde os mais simples aos mais sofisticados tipos de reformas, reparos ou até grandes construções. Ganhamos dinheiro servindo como elo de ligação entre estes dois públicos,” detalha Espindula que está entre os expoentes de um grupo de jovens brasileiros que encontraram na internet o passaporte para o sucesso precoce fora do país.

Eduardo Leitão, natural de Araranguá, desempenha o papel de CTO (Chief Technology Officer) e é responsável por toda a parte de tecnologia da empresa. Eduardo e Fabio trabalharam juntos no Brasil e são amigos a mais de 15 anos.

O outro integrante é Bill Madeira, que ocupa o cargo de Vice Presidente de Operações. Natural de Criciúma, esse catarinense, radicado nos Estados Unidos a mais de 20 anos, é responsável por trazer novas oportunidades de faturamento para a empresa. 


Trabalho leve que nada!
Fabio revela que teve que trabalhar duro, ter foco nos objetivos, perseverança e sabedoria para aproveitar as oportunidades. Mas que segredos terá para revelar este jovem de sucesso? Enganou-se quem apostou suas fichas em inventar algo inovador. “É melhor fazer algo simples bem feito, do que aventura-se tentando fazer algo muito difícil e mal feito,” revelou.

O time mantem uma rotina diária puxada, trabalhando mais de 18 horas por dia. O jovem empresário atribui todo este sucesso não apenas ao seu empenho pessoal, mas principalmente à sua equipe que; sonha, planeja, trabalha e joga junto, pois segundo ele, todo o time entra em campo e ninguém fica na reserva.  “O sucesso de uma empresa ou negócio está na escolha da equipe. É preciso ter ao nosso lado pessoas eficientes que possam suprir as suas próprias deficiências. Procure alguém que seja bom naquilo que você não consegue ser e que esteja disposto a trabalhar em equipe, pois ninguém vence ou conquista algo sozinho. O segredo do sucesso da Homeyou é o seu seleto time de vencedores!”

 
Trabalhar brincando?
Ambientes de trabalho estressantes somados a longas jornadas diárias podem resultar na diminuição drástica da produtividade, conflitos de relacionamento e alta rotatividade de funcionários. Para combater esses problemas e obter melhores resultados na produção, Fabio que é mestre na arte de motivar seus colaboradores investe cada vez mais na qualidade de vida de seus funcionários.

No grandioso e imponente escritório, com localização e vista privilegiada situado na grande Boston, não é difícil encontrar  alguém andando de patinete, jogando vídeo-game, ping-pong ou até bebendo uma Margarita. É isso mesmo, você não leu errado. O ambiente descontraído com direito a um Bar completo e muitas guloseimas que são servidas aos colaboradores, faz parte do estilo de gestão adotado por Fabio e seus sócios.  

Espindula conta que a empresa decidiu investir em um ambiente totalmente diferenciado com foco no bem-estar dos colaboradores porque a ideia é trabalhar brincando. E para quem pensa que a iniciativa não dá certo ou pode parecer folga, o empresário garante que os funcionários conseguem direitinho manter o bom senso. “Não se pode confundir liberdade com libertinagem. Isso é algo que sempre ficou muito claro entre todos. Na nossa empresa também não há salas diferentes, dividimos o mesmo ambiente que os funcionários porque acreditamos que todos tem a mesma importância.

Com a implementação desta política de gestão, Fabio revela que obteve um ganho de produtividade “Era nítido nas pessoas aquela alegria, aquele entusiasmo de ter um ambiente assim tão acolhedor e o reflexo disso pode ser visto no crescimento da empresa e na satisfação do cliente que passou a ter um atendimento ainda melhor”, diz Fabio que dispensa a figura de chefão.

Crescimento equilibrado
Apesar dos empresários que comandam a Homeyou não gostarem de medir o sucesso em números, mas sim pelo trabalho e dedicação, seria impossível deixar de detalhar algumas cifras para demonstrar a velocidade da expansão e crescimento que a empresa atingiu de maneira surpreendente em tão pouco tempo. Em outubro de 2014, com ainda oito funcionários a empresa recebeu uma proposta de compra de $10milhoes de dólares, rejeitada pelos 3 Catarinenses. “Pode até parecer sucesso obtido da noite para o dia para quem vê assim de fora, mas a realidade é que suamos muito para chegar até aqui. Sacrificamos muitas noites de sono, incontáveis finais de semana e além de planejar muito, direcionamos o foco com a visão de trabalhar muito para poder subir de forma equilibrada cada degrau. Precisamos mudar cinco vezes de escritório por conta da expansão e nosso desejo é continuar crescendo, expandindo” planeja Eduardo relembrando a maneira tímida como tudo se iniciou, época em que eles usavam a sala de suas casas como escritório. Atualmente a empresa é luxuosamente instalada em uma área de 1200 metros quadrados.

Para se ter uma breve ideia do impacto econômico que a empresa liderada pelo nosso time de Catarinenses causa como reflexo na economia americana, nos últimos 12 meses, a Homeyou já movimentou 290 mil solicitações de orçamento, (leads), que juntas em media movimentaram financeiramente mais de $250 milhões de dólares, o equivalente a quase R$1bilhão de reais na cotaçao atual.

E para quem pensa que mesmo diante de tanto sucesso essa turma pretende parar. Ledo engano. Fabio, Eduardo e Bill, já planejam abrir um segundo escritório em Miami-Florida, dedicado exclusivamente para um seleto time de vendas que eles pretende montar nos próximos meses, já de olho em futuros investimentos e mudanças no cenário econômico. “Com o sucesso, a gente hoje investe em outras empresas. Mas importante dizer que para se obter sucesso é preciso ousadia, não ter medo de falhar e driblar a crise, pois é na crise que surgem as melhores oportunidades, inclusive a de se reinventar,” finalizou.