Araranguá está vivendo mais uma edição do “Agosto Cultural”. Segundo o professor, escritor e historiador, Alexandre Rocha, o evento foi criado entre os anos de 1998 e 1999. “A ideia foi do maestro Tomaz Abatti, que na época dirigia a Associação Coral de Araranguá”, recorda.

Em uma realização do Governo do Município de Araranguá, através do Departamento de Cultura, o evento teve início no último dia 17, com o “Encontro de Bois de Mamão”, realizado na Casa da Fraternidade, numa parceria com a UNESC.

O encerramento está previsto para o dia 16 de setembro. Até lá, serão realizadas mais de 80 apresentações itinerantes, nos ônibus coletivos, Centros de Educação Infantil, Camelódromo, Escolas Estaduais à noite, no calçadão, no asilo e no hospital.

Segundo Micheline Vargas além de música o evento terá dança, exposições, teatro e feiras. “O objetivo é dar oportunidade à comunidade de conhecer nossos artistas, além de fomentar a cultura”,explicou.

O evento é uma realização do Governo do Município, através do Departamento de Cultura, em parceria com a Casa da Fraternidade, UNESC, UFSC, IFSC, SESC e Center Shopping.

Todas as atrações são gratuitas. Fique por dentro da programação completa acessando o link. 

Fonte: Assessoria de Imprensa