Mais de 80 expositores estarão apresentando produtos e reforçando relação com agricultores e outros clientes na maior festa em homenagem ao colono e o agricultor na maior festa do gênero no Sul do Estado.

Mais de 120 mil pessoas são esperadas de 8 a 11 de agosto durante a 24° Festa do Colono de Turvo e 16° Arrancada Catarinense de Tratores, que este ano, traz ainda mais novidades e mais estrutura para o evento.

A cidade, que é destaque nacional na produção de sementes de arroz, reforça sua vocação através da festa, e traz mais de 80 expositores que mostram seus produtos e serviços em estandes montados nas áreas internas e externas da festa. Um bom exemplo é a Praça de Alimentação, administrada por oito entidades de classe sem fins lucrativos, e que tem capacidade para receber ao mesmo tempo, cerca de 4,8 mil visitantes sentados. É nessa área que acontecerá a maior parte das apresentações artísticas e culturais desta edição.

Segundo o organizador geral da festa, Jair Toreti, a expectativa é que nesta edição o volume de negócios chegue à marca de R$ 8 milhões, entre aquisições de insumos, equipamentos, veículos, produtos e serviços oferecidos pelos expositores. Jair destaca que a cada edição, a estrutura do espaço aumenta e garante que logo após o final desta edição, serão iniciadas as obras de implantação do Museu da Mecanização Agrícola - o primeiro museu de Trator do país - um velho sonho que se tornará em breve, realidade na cidade de Turvo.

Expositores preparados

Com frequência de 100% nas edições da Festa do Colono, o Sicoob/Credisulca preparou um espaço democrático para receber pessoas de todas as idades e classes sociais interessadas em saber mais sobre educação financeira, cooperativismo e sustentabilidade. Segundo a representante Eveline Dagostin, o espaço foi desenhado para atrair qualquer pessoa interessada no assunto, sem distinção social. Além do café, o chocolate quente, os docinhos e salgadinhos, os visitantes poderão concorrer a prêmios, receber mudas de árvores frutíferas, carregar o celular bum totem muito especial e conhecer maneiras de lidar com as chamadas moedas digitais: “Nosso objetivo é reforçar a ideia da importância da atividade social dentro da comunidade, e mostrar que juntos somos mais fortes”, ressaltou.

Ivanor Angeloni, proprietário da JVA, veio pela segunda vez à festa, devido aos excelentes resultados. A empresa montou um show-room, onde apresenta seus produtos: puxadores, corrimãos e outros acessórios finamente acabados, visando o conforto, a segurança e a valorização estética dos espaços. Ivanor diz que muitos negócios não são feitos na festa, mas a divulgação na vitrine da Festa do Colono tem rendido negócios ao longo dos anos: “Por isso, sempre que participamos, a expectativa é de bons resultados ao longo do tempo”, aposta.

Uma das maiores empresas do planeta em processadores e equipamentos para facilitar a vida do agricultor no campo, a multinacional suiça Buhller Sanmak, está participando da 24° edição da Festa do Colono por sua representante na América do Sul, com sede em Joinville e fábricas em Blumenau e Curitiba. Expositora da festa desde suas primeiras edições, neste ano, a empresa traz uma novidade muito vantajosa para os agricultores: a máquina de seleção ótica , o que há de mais moderno no mercado para a seleção de arroz, e que passou a ser fabricado no Brasil, representando uma tecnologia mais barata e que permite financiamento no país.

A máquina faz parte dos produtos e equipamentos demonstrados no show-room montado pela fábrica, que vê com bons olhos a participação na festa: “Sempre optamos em participar da Festa do Colono como uma forma de apresentar nossos produtos e estabelecer uma boa relação e um importante contato com nossos clientes. Bons negócios são consequência”, comemora o representante da fábrica, Jean Carlo Tomelin Gonçalves, que diz que provavelmente, na segunda-feira, quando a festa acabar, muitas máquinas e equipamentos não voltarão ao local original: “Estamos fechando bons negócios, é um bom exemplo é esta máquina de seleção ótica que trouxemos para a exposição e que com certeza, vai reforçar a frota de uma grande lavoura de arroz aqui mesmo na região”, finalizou.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa