A correria tanto nas oficinas da Secretaria de Assistência Social e Habitação, quanto no Museu Histórico de Araranguá, tinha um propósito: os últimos detalhes de todo o aparato para a abertura da Exposição Boneca de Pano.

Enquanto na oficina eram conferidos os modelos, no Museu a movimentação não era diferente. Agora dificuldade mesmo foi entrar no local. As quatro responsáveis pela organização da mostra, simplesmente não permitiram que fossem registrados nem mesmo alguns detalhes da exposição. A intenção delas era preservar o fator surpresa e beleza da mostra.

A secretária de Assistência Social e Habitação acompanhada da coordenadora dos Clubes de Mães, Soir Goularte Barbosa, mais a professora de Artesanato Gorete Wachholz e Aline Felisberto foram inflexíveis. Todo o mistério se deve à linda e emocionante exposição que já está no Museu. No total são 240 bonecas em vários ambientes. Elas foram confeccionadas através dos Clubes de Mães.

Cento e oitenta e quatro bonecas foram confeccionadas para serem doadas na última quinta-feira, 13, durante a abertura do Natal Verão, numa cerimônia especial, para entidades beneficentes.

Segundo Alice, a ideia inicial foi dar continuidade aos trabalhos manuais desenvolvidos nos clubes, com a reciclagem e o reaproveitamento de tecidos, através de técnicas manuais.

Para Soir, o curso para confecção de bonecas, vai proporcionar uma renda extra para a família. “As mães já estão fabricando para vender no Natal”, destaca. Gorete destaca uma em especial: a boneca que tem mais de quarenta anos está na mostra.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa