A Associação Empresarial de Criciúma – ACIC recebe nesta terça-feira, dia 10, a partir das 19h30min, no Auditório Jayme Zanatta a apresentação do violonista Vitor Garbelotto. Natural de Criciúma, Vitor foi recentemente apontado pelo jornal O Globo como um dos principais representantes do novo Violão Brasileiro. A apresentação faz parte do Cultura ACIC, um projeto desenvolvido pela associação para enaltecer os talentos do Sul.

“Mostrar o meu trabalho na minha cidade é sempre muito bom. Sempre procuro, a cada visita na cidade, mostrar um pouco do que tenho aprendido fora. E é onde estão as minhas raízes, portanto, saio sempre energizado cada vez que volto na cidade e revejo minha família e meus amigos”, aponta o violonista.

O repertório será voltado pra música popular, que no Brasil é extremamente ampla. “Pretendo, por meio do violão, contar um pouco como essa música tomou a forma que conhecemos hoje. Passarei por compositores do início do século XX, como Ernesto Nazareth, João Pernambuco e Chiquinha Gonzaga, e, inevitavelmente pela Bossa Nova e suas vertentes, através da música de Baden Powell e Garoto. Chegarei na moderna Música Popular, onde a sofisticação se encontra com a espontaneidade, em compositores como Tom Jobim e Radamés Gnattali”, adianta Garbelotto.

Atualmente residindo na França, Vitor retorna ao país para mostrar seu trabalho. “Atualmente resido na França, na cidade de Nantes. Fiquei alguns meses na Itália e depois fui pra França. Era um projeto antigo, de passar um tempo morando fora do Brasil, absorver outras culturas, estudar e produzir o meu trabalho na Europa. Lá existem muitas possibilidades e queria ver isso mais de perto. Pretendo estar no Brasil duas vezes por ano pra continuar os inúmeros trabalhos que tenho por aqui, pra cultivar tudo o que já foi conquistado ao longo desse tempo”, enaltece.

A apresentação de Garbelotto será gratuita. Mais informações podem ser obtidas diretamente no site da ACIC.


 

Sobre Garbelotto:

Garbelotto possui uma forte característica rítmica, soma esta, que lhe rendeu o Prêmio APCA 2010 (Associação Paulista de Críticos de Arte) como Revelação em Música Erudita e a Indicação ao 22º Prêmio da Música Brasileira (2011), também na categoria Revelação.

Garbelotto é Bacharel em Música Popular e Erudita pela UNICAMP (Campinas/SP).

Participou de diversas Masterclasses com importantes violonistas e compositores como Leo Brouwer, Fábio Zanon, Jorge Caballero e David Russel. Além da carreira solo, é arranjador e integrante do Quarteto TAU (quarteto de violões).

Premiado em diversos concursos, tem se apresentado com frequência tanto no Brasil quanto no exterior, em países como Dinamarca, França e Itália.

Participou da montagem de óperas do Theatro Municipal de São Paulo, como «Falstaff» e «Otello» de Giuseppe Verdi (com regência do maestro John Neschling) e recentemente da Ópera «Ainadamar» do compositor Osvaldo Golijov (com regência do maestro Rodolfo Fischer).

Como professor de música, tem ministrado oficinas em diferentes festivais, além de masterclasses e aulas particulares de violão, tanto presencial quanto online.