Começou nesta semana a remoção do revestimento em Petit Pavé, também conhecida como pedra portuguesa, do piso da Praça Frei Eusébio de Alfredo Chaves, no Centro Histórico de Maracajá. O espaço será totalmente revitalizado e para isto um processo licitatório deve ser aberto no início da próxima semana.

"A última etapa antes da licitação é a conclusão do projeto elétrico,  o qual esperamos seja entregue até o final da semana para que, então, possamos publicar o edital para contratar a empresa que vai executar as obras", explica Vanessa Jerônimo, chefe do Setor de Engenharia da Prefeitura de Maracajá.

Vanessa é a autora do projeto de revitalização da Praça Frei Eusépio e estima que os trabalhos se concluam em, no máximo, seis meses depois de entregue a Ordem de Serviço. O investimento estimado é de R$ 300 mil, com recursos próprios. A proposta é de uma mudança radical no equipamento, inaugurado na véspera do Natal de 1990.

Todo o revestimento do piso será substituído por pavers, blocos de concreto. “A exceção será no entorno do chafariz, que será reativado, onde vamos manter o revestimento com as pedras portuguesas, até como forma de registro histórico das características iniciais da praça”, ilustra a engenheira Vanessa Jerônimo.

A nova praça terá banheiros públicos, um monumento à Bíblia, e outros espaços de lazer, todos contando com sinal gratuito de internet. A atual quadra de areia continuará sendo área para prática esportiva, mas com piso concretado e ao lado será construído um parque infantil com piso em grama sintética.

 A intenção segundo o prefeito Arlindo Rocha “o objetivo da administração municipal é dotar a cidade de um equipamento que orgulhe os moradores, que sirva para as famílias se encontrarem, torne a cidade mais bonita e aconchegante e seja um cartão postal do município”, disse Arlindo.

Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui

Fonte: Assessoria de Imprensa