Três empresas participaram da concorrência pública para pavimentação de 1,6 quilômetro de acesso à comunidade de Espigão da Toca. A primeira etapa do processo, de documentação das participantes foi superada, mas a segunda, da proposta de valores para execução da obra constatou que a concorrente de melhor preço infringiu a cláusula do prazo dos serviços e foi desclassificada. O processo voltar a ser ativado, no máximo, no próximo dia 12.

O melhor preço para pavimentação asfáltica foi apresentado pela JR Construção e Terraplanagem Ltda, que se propôs a executar a obra por R$ 1.705.441,66, mas cravou em sua proposta que faria o serviço em 120 dias, quando o prazo previsto no edital é de 90 dias. Por isto foi desclassificada, não assinou termo de concordar com a decisão e abriu-se o prazo de cinco dias para interposição de recurso, como determina a lei.

A segunda colocada, Setep Construções S/A, apresentou preço de R$ 1.779.973,86, e em prazo de 90 dias. A terceira empresa participante foi a Construtora Nunes Ltda, que estipulou em R$ 1.861.808,07 o valor para executar a pavimentação. A próxima etapa, após prazo recursal, é firmar contrato e emitir ordem de serviço para início dos trabalhos, o que deve ocorrer ainda neste mês.

Representantes da comissão de fiscalização formada pelos moradores lindeiros da Rodovia Angelino Acordi, acesso ao Espigão da Toca, acompanharam o início do processo licitatório e se reuniram com o prefeito Arlindo Rocha, que tirou todas as dúvidas do andamento da concorrência pública. Arlindo acredita que, mesmo que existam recursos, será possível dar início às obras nas próximas semanas. No próximo dia 11 serão abertas as tomadas de preço para estradas de acesso ao Encruzo do Barro Vermelho e Garajuva.

Fonte: Assessoria de Imprensa