Sem autorização da Câmara de Vereadores para criar o Procon, a administração municipal de Maracajá vai se integrar ao movimento de regionalização que está propondo o Procon de Criciúma, que passará a proteger os consumidores residentes em Maracajá. A alternativa foi apresentada na última terça-feira, 27, pelo coordenador do Procon de Criciúma, jornalista Gustavo Colle, e aprovada pelo prefeito Arlindo Rocha.

"É uma forma do corrigir o mal que os vereadores Alacide Rocha, Roldinei Dassoler, Geraldo Leandro, Volnei Rocha e Valmir Pedro fizeram contra os consumidores e os comerciantes de Maracajá, rejeitando nosso projeto de lei", disse o prefeito de Maracajá, salientando que o convênio com o Procon criciumense servirá, também, para comprovar que o órgão de proteção não é apenas para o consumidor.

"O Procon é muito útil para o comerciante que tem como seu maior patrimônio o cliente, é uma ferramenta importante nas relações do comércio e só não agrada os picaretas ", acrescentou Arlindo. O prefeito não tem esperanças na mudança de voto dos cinco vereadores e seja aprovado projeto a ser reapresentado por iniciativa popular, articulado pela vereadora Maria Lúcia, que tem o apoio da administração municipal.  

Gustavo Colle informa que no decorrer de setembro o processo de regionalização do Procon de Criciúma deve estar concluído, em concordância com o Procon Estadual e o Ministério Público de Santa Catarina. Segundo ele mais que defender o consumidor, o Procon é parceiro dos comerciantes. "A CDL é nossa parceira em Criciúma, quando o comerciante tem dúvida de como agir, nos consulta e estabelecemos uma relação de confiança, boa para todos", enfatiza.

Apesar de ter, praticamente, dobrado a quantidade de atendimentos a consumidores recentemente, conforme Colle, a quantidade de demandas contra o comércio local se reduziu em mais da metade. A maior parte dos procedimentos são contra operadores de telefonia, bancos e financeiras, entre outras. A CDL criciumense, ressalta o jornalista, completa em setembro 53 anos e vai homenagear duas entidades: o Bairro da Juventude e o Procon.

Fonte: Assessoria de Imprensa