Os representantes da Fecoagro, Fetaesc, Faesc, Fecam, Ocesc e o presidente e vice da Comissão de Agricultura, deputado Zé Milton e Moacir Sopelsa estiveram reunidos com o secretário da Fazenda Paulo Eli e da Agricultura, Ricardo de Gouvêa, para debater a questão do ICMS, sobre os produtos agrícolas, na tarde da última sexta-feira, 8.

A ação visa buscar uma solução para o setor que será prejudicado com o decreto, do ex-governador Eduardo Pinho Moreira, que revoga a concessão de ICMS. Neste primeiro encontro o secretário ouviu os argumentos para que o setor agrícola não tenha o incentivo fiscal retirado e informou que nas próximas semanas técnicos da fazenda juntamente com as lideranças para achar a melhor equação com o objetivo de que a família rural tenha acesso ao incentivo fiscal. "Hoje quem menos tem acesso ao beneficio é o produtor, precisamos achar uma fórmula de que a renda fique com a família rural", informou o secretário.

"Era preciso que ouvíssemos o secretário e as suas propostas para evitar que a agricultura catarinense fosse prejudicada com estes decretos, com o prorrogação do prazo proposto pelos deputados ganhamos tempo para debatermos apolítica de incentivos", ressaltaram as lideranças, que saíram satisfeitas com a primeira reunião.

"Sabemos de toda a dificuldade que os nossos agricultores passam e por isto estamos trabalhando de forma consciente para que o pequeno produtor não pague o ônus por estas medidas", comentou o Zé Milton e finalizou dizendo que vê resultados positivos para o setor.

Fonte: Fernando Silveira