Tendo investido 70,30% do seu orçamento em 2017 de R$ 27 milhões, em saúde, educação e urbanismo, cumprindo as políticas públicas nacionais da saúde e educação, cumprindo requisitos das políticas públicas integradas e atendendo requisitos para o objetivo do desenvolvimento sustentável, o Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina (TCE/SC) emitiu parecer prévio da aprovação das contas do ano passado da administração municipal de Maracajá.

O relatório sobre a prestação de contas da Prefeitura de Maracajá foi feito pela conselheira Sabrina Nunes Iochen, que relacionou questões de boas práticas da administração como o resumo das atividades do Departamento Municipal de Saúde com índices de cobertura de vacinação, aquisição de ambulâncias, atividades da Vigilância Sanitária e maior dedicação à atenção básica de saúde. O parecer exarado terá o acórdão publicado nos próximos dias e encaminhado para avaliação da Câmara de Vereadores.

"Mais que o cumprimento das normas previstas ter as contas aprovadas pelo TCE é uma comprovação prática das nossas políticas administrativas e financeiras; em Maracajá cada recurso investido é fiscalizado inclusive pela comunidade, em audiências públicas que realizamos; este parecer prévio do Tribunal de Contas confirma que trilhamos o caminho correto com nosso propósito de fazer a gestão técnica dos recursos públicos", comenta o prefeito de Maracajá, Arlindo Rocha.

 

Fonte: Prefeitura de Maracajá