Referência regional em cuidados com o meio ambiente, Maracajá passa a contar a partir desta terça-feira, 12, de um "Ecoponto", avançando na reciclagem de resíduos, agora eletros e eletrônicos. Diferente de outros municípios da região, os maracajaenses contarão com uma ampla e consistente rede de locais para o descarte adequado dos materiais, em lojas, mercados, escolas e órgãos públicos. O lançamento ocorreu no restaurante Novatta, anexo ao Parque Ecológico Maracajá, e contou com autoridades, estudantes, professores e diretores de departamentos municipais.

"Fomos pioneiros na região em iniciar a separação do lixo doméstico e já tivemos bons resultados com a separação pelas famílias, prática que precisa ser retomada, mas chegou o momento de coletar de forma separada aqueles produtos eletro e eletrônicos que não servem mais para o uso, como aparelhos, pilhas e baterias, entre outros", salientou o secretário de Meio Ambiente e Turismo, Anternor Rocha.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Geraldo Leandro parabenizou a administração municipal pela iniciativa. "É uma necessidade do mundo atual, os produtos estão cada vez com menor vida útil, exigindo trocas constantes e as famílias ficam com dificuldades em encontrar a forma adequada para o descarte destes equipamentos e sugiro, inclusive, que aqui no Parque Ecológico se concentre o recebimento de óleo de cozinha usado", disse o parlamentar.

O vice-prefeito Ademir de Oliveira enfatizou o espírito preservacionistas que Maracajá e sua gente carregam há décadas. "Esta iniciativa, o Ecoponto, reforça este vínculo que nossa cidade tem com o meio ambiente", comentou Ademir. O prefeito Arlindo Rocha destacou que a iniciativa da secretaria comandada por Antenor Rocha enobrece ainda mais a cidade e "provoca mudanças comportamentais que são fundamentais para o meio ambiente no presente e no futuro da cidade e das pessoas", ilustrou.

Fonte: Assessoria de Imprensa