A greve dos funcionários do Hospital Regional de Araranguá (HRA), que estava prevista para iniciar na manhã desta terça-feira, 28, foi adiada. O motivo está no começo das negociações com a direção do Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde (Ideas), atual mantenedor do HRA.

De acordo com a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e região (Sindisaúde), os gestores do Hospital Regional ofereceram uma proposta inicial para que não aconteça a greve, a categoria tem até o próximo dia 10 para responder.

A categoria reivindica reajuste salarial de 5%, ajuste que não é feito desde 2016. Além disso, eles pleiteiam aumento no vale-alimentação de R$ 100 para R$170, contratação de novos técnicos de enfermagem e a proibição da terceirização dos serviços existentes.