Além dos grandes shows, da programação cultural e das atividades esportivas, a 27ª edição da Festa do Peixe de Balneário Arroio do Silva foi marcada pelo grande incremento na economia local. A Feira do Peixe, do Mel e do Artesanato contou com dezenas de artesãos, clubes de mães e apicultores que aproveitaram o espaço para expor, vender e divulgar o trabalho. “Primeira vez que participamos. Muito boa a oportunidade de divulgar o nosso trabalho. Aqui é uma grande vitrine”, disse o artesão Altino de Oliveira.

Seu Valmir da Silva participa da festa desde suas primeiras edições e ficou contente com o retorno neste ano. “O evento está cada ano melhor. Muita gente passa para ver nosso trabalho, elogiar e fazer encomendas”, registrou o artesão que trabalha com marcenaria.

Os estandes foram montados na área central em torno do Centro de Apoio ao Turista.

Gastronomia em evidência

A Praça de Alimentação da festa também esteve bastante movimentada nos quatro dias de evento, em especial no sábado e no domingo. O espaço contou com 4 restaurantes e variadas petiscarias.“Este é o terceiro ano que participo. A cada ano a festa cresce mais e percebemos um movimento maior. Isso é muito bom”, registrou Vilmar dos Santos, o Donga, do Restaurante Pai e Filho que vendeu, entre porções e almoços, em torno de 1 tonelada de peixe.

Pescadores também estiveram envolvidos e mostraram seu talento. O grupo Malha 9 fez parte da praça de alimentação e esteve presente com restaurante vendendo peixe na taquara. “A gente vai sempre em uma festa no Rio Grande do Sul em que tem peixe na taquara e achamos que faltava isso aqui. Trouxemos a ideia para o Arroio e deu certo. Esta é uma oportunidade para o público ver o peixe, que a gente mesmo pesca, sendo feito”, destacou o pescador Dierlen Machado Coelho.

Os restaurantes Pescador e Tempero do Sul também fizeram parte da praça de alimentação. Os pratos servidos eram a base de frutos do mar, fortalecendo a gastronomia típica da cidade.

Oportunidade de girar a economia na baixa temporada

A praça de alimentação e a feira envolveram moradores e comerciantes do município. Os espaços na festa são cedidos para quem é do Arroio, justamente, para valorizar e incentivar os comerciantes, além de aquecer a economia local na baixa temporada. O objetivo da festa é de resgatar os valores culturais e dar oportunidade e visibilidade aos comerciantes e artesãos da cidade.

Fonte: Bianca Goulart