Os artesãos da Casa da Terra, Alaidi dos Santos Henrique e José Danilo da Cunha, representaram o artesanato torrense em uma ação promovida pelo Sesc Santa Catarina no mês de março. Os artistas receberam o convite do Brick do Sesc de Araranguá para participar da prova de habilidades técnicas visando o registro no Sicab-Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro, na qual foram aprovados, recebendo a Carteira Nacional de Artesão como reconhecimento. A prova aconteceu na sede do Sesc em Criciuma no dia 19 e envolveu mais de 30 avaliados. Coincidentemente em 19 de março é datado o Dia do Artesão.

Segundo os artesãos, os participantes foram analisados a partir de amostras de seu trabalho escolhidas por eles mesmos para exposição e pelas peças produzidas durante a avaliação. A carteira de artesão é uma forma de identificação nacional destes trabalhadores, que concede benefícios como isenção do ICMS em alguns estados, facilitação para acesso ao microcrédito, além de possibilitar a participação em eventos nacionais e internacionais de artesanato. É um beneficio gratuito sem anuidades ou taxa de adesão. Cunha e Alaidi já estão convidados para feiras de artesanato pelo estado e em Santa Catarina.

“Ficamos muito felizes. Isso nos anima porque a conquista destas carteirinhas embasa nosso trabalho e ajuda no nosso reconhecimento como artesãos”, comentou José da Cunha, mais conhecido como Cunha. O artesão também disse ser um grande motivo de orgulho terem tido a oportunidade de representar a cidade com seu trabalho. O artista elogiou o reconhecimento, promoção e valorização do artesanato local através da Casa da Terra. “Um espaço como a Casa da Terra tira o artesão da rua e põe o seu trabalho em evidencia”, disse.

A Casa da Terra recebeu elogios também de Alaidi. Na opinião da artesã, o lugar é um ambiente agradável e oferece uma estrutura de qualidade para que todos desenvolvam seus trabalhos. “Sempre admirei o trabalho de artesanato, mesmo que seja pouco valorizado”, contou Alaidi, que aderiu a profissão após a aposentadoria, há aproximadamente cinco anos.

Localizado na Rua José A. Picoral com a XV de Novembro, o espaço da Casa da Terra está aberto ao público desde o dia 5 de janeiro e já é a principal peça do roteiro turístico cultural da cidade. De segunda-feira a sábado, das 14h às 22h, o lugar promove programações voltadas a cultura e expõe o trabalho artesanal local e produtos da agricultura familiar da zona rural da cidade.