O Projeto Samae na Escola vem sendo desenvolvido nas escolas municipais, estaduais e particulares de Araranguá há alguns anos e visa conscientizar os alunos sobre a importância de preservar a água e o Meio Ambiente. “Nosso objetivo é sensibilizar os estudantes do ensino fundamental sobre o desenvolvimento de uma consciência crítica social e ambiental em relação à necessidade de construir novas práticas interligadas ao ambiente em que vivem, baseando-se em dois eixos da educação ambiental do Samae: recursos hídricos e saneamento básico”, explica a diretora Administrativa e responsável pelo Projeto, Margarete Timboni Baran.

No ano passado 21 escolas realizaram visitações nas Estações de Tratamento de Água (ETA), abrangendo mais de 1 mil alunos. Além disso, foi incluído no projeto uma peça teatral denominada “A água e homem”, que foi apresentada em 15 escolas e foi assistida por mais de 3,5 mil estudantes. “Foi um ano de readequações, onde iniciamos as atividades do projeto na metade do ano, e mesmo assim tivemos um resultado muito positivo, onde as escolas e os alunos foram bastante receptivos. Com este respaldo, já estamos planejando o ano, com ações diferenciadas e que atinjam um número ainda maior de escolas”, disse Margarete

Novidade

Além da água, para este ano o diretor Geral do Samae, José Hilson Sasso, solicitou que seja incluindo o Saneamento Básico na pauta do Projeto, isso por que esgoto tratado já é realidade em Araranguá. As Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) estão instaladas nos bairros Urussaguinha e Parque Alvorada, e poderão ser visitadas pelas escolas. “Precisamos dar ênfase principalmente nos bairros contemplados que são Urussanguinha, Alto Feliz, Centro, Vila São José e parte da Coloninha. Nestes locais os moradores precisam fazer a ligação da rede, para que o tratamento de esgoto seja efetivado e faça valer os investimentos realizados na construção das duas ETEs”, argumentou Sasso.

Para o diretor do Samae, a escola tem um papel fundamental na formação do cidadão. “O Projeto Samae na Escola vem para orientar e enfatizar de forma lúdica a importância da preservação da água e agora do esgoto tratado. Vamos trabalhar de uma forma que as crianças saibam o quanto é importante para elas e para a cidade ter tratamento de esgoto, que evita doenças e proliferação de bichos peçonhentos”, detalhou.

O Projeto

O Projeto Samae na Escola consiste em palestras nas escolas, visitações e palestras nas Estações de Tratamento de Água (ETA), peça teatral, coral e para este ano será aberta visitações nas Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs). Além disso, no decorror do ano outras ações serão desenvolvidas.

Escolas interessadas em agendar um horário devem ligar para o número: (48) 3354-1607.

Fonte: Carla Costa